7.5/10
10 000 Russos – Superinertia (2021)

O trio portuense tem novo disco. É forte, poderoso e não brinca em serviço. Ouvir…

7.5/10
Pedro de Tróia – Tinha de Ser Assim (2021)

Em Tinha de Ser Assim apagou-se a chama eufórica da festa na areia. O timoneiro Pedro de Tróia agora está crescido.

7/10
Sensible Soccers – Manoel (2021)

Servindo de banda sonora para dois filmes de Manoel de Oliveira, o último disco dos Sensible Soccers vê a banda portuense a expandir a sua palete sonora

8/10
King Gizzard & The Lizard Wizard – Butterfly 3000 (2021)

O décimo-oitavo disco dos King Gizzard & the Lizard Wizard, Butterfly 3000, é dominado por sintetizadores, arpejos orientais e um psicadelismo saltitante e feliz. Mais um tiro certeiro, para não variar.

9/10
BADBADNOTGOOD – Talk Memory (2021)

A musicalidade dos BADBADNOTGOOD volta a extravasar fronteiras jazz e o resultado final é impressionante…

7/10
Lefty – Andrómeda (2021)

Quatro pessoas com passados entre o hip hop e a música tradicional juntaram-se para fazer um disco de rock’n’roll puro, sem manhas e com óptimas canções.

8/10
Public Service Broadcasting – Bright Magic (2021)

Bright Magic é um disco cheio de amor por Berlim e pelo que a capital alemã deu à música no século passado. É, sobretudo, uma bela homenagem sonora que os Public Service Broadcasting resolveram fazer chegar até nós, cidadãos do mundo.

9/10
Little Simz – Sometimes I Might Be Introvert (2021)

É impressionante a evolução que Little Simz teve em apenas dois anos. A diferença entre…

7.5/10
The Black Keys – Delta Kream (2021)

O amor dos Black Keys aos blues, em 11 covers a tresandar, no bom sentido,…

7.5/10
Durand Jones & The Indications – Private Space (2021)

Os campeões da retro-soul trocam as ruas pelo quarto, com um pezinho no disco sound…

7/10
St Vincent – Daddy’s Home (2021)

Em Daddy’s Home, St. Vincent faz uma homenagem ao pop de inícios de 70, descartando…

7.5/10
Nitin Sawhney – Immigrants (2021)

Nitin Sawhney dá-nos em Immigrants um poderoso e bonito documento sobre o mundo que temos…

8/10
Altin Gün – Yol (2021)

Holandeses e turcos vão do funk ao rock psicadélico, passando pelo disco, num álbum viciante…

7/10
Old Jerusalem – Certain Rivers (2021)

Ao oitavo disco, Old Jerusalem dá-nos um disco despido e plácido, com o habitual conforto…

8/10
Sven Wunder – Natura Morta (2021)

Ao terceiro, o misterioso sueco traz-nos uma delícia retro que nos remete para as bandas…

7/10
Dinosaur Jr – Sweep It Into Space (2021)

Mais um bom disco de uma banda que não mexe na fórmula que já dura há décadas

8/10
Rodrigo Amarante – Drama (2021)

Drama foi gerado sem pressas, clara imagem de marca de Rodrigo Amarante. O disco vem carregado de emoções díspares, onde tristeza e alegria parecem representar a essência das ambiguidades sentimentais do hermano carioca.

8/10
Mãeana – Mãeana 2 (2021)

O segundo rebento de Mãeana chega com a mesma dose de encantamento do seu primeiro momento de maternidade. Resta-nos recebê-lo de braços abertos.