Tiago Freire
465 Articles3 Comments

O autor deste texto tem 39 anos mas um corpinho de 35. É jornalista há mais de 15 anos. É colaborador de vários blogs e parvoíces afins e já escreveu para a Blitz e para a FHM. Nasceu e cresceu em Carcavelos, fazendo aí o mestrado musical enquanto todos os seus amigos andavam de skate ou faziam surf. Hoje em dia, divide o seu tempo entre as notícias de Economia e a educação dos seus três filhos, enquanto o mundo não percebe que ele é o maior escritor vivo do planeta, coisa que terá inevitavelmente de acontecer. Na próxima encarnação desejaria ser uma mistura entre o Serge Gainsbourg e o Pablo Aimar.

Nick Cave & Warren Ellis – Carnage (2021)

Cave pega no discurso musical dos seus discos anteriores, mas recupera um pouco do perigoso selvagem do qual já tínhamos saudades Aos 30 segundos de “Hand of God”, que abre o disco, aquilo que parecia ser uma linear melodia bonita…

Sweet Psychedelics – Sweet Psychedelics (2020)

Do Brasil chega-nos uma pérola de pop plácida e elegante, com a “nossa” Eugénia Melo e Castro.

Beautify Junkyards – Cosmorama (2021)

Quarta viagem cósmica de uma banda que soa cada vez mais segura do seu caminho.

Luta Livre – Técnicas de Combate (2021)

A Luta Livre, o histórico Luís Varatojo incentiva à revolução, mas cheio de swing e boa onda.

Clã: 25 anos na corda bamba

O longo e sempre interessante caminho dos Clã, uma banda que insiste em apaixonar-nos.

“Sexto Andar” – Clã

Esta canção , tão bonita, chegou alto, até um sexto andar, onde estava alguém que dela precisava.

Clã – Kazoo (1997)

Depois da boa surpresa do álbum de estreia, os Clã não deixam dúvidas com o sucessor, Kazoo, um registo mais assumidamente pop-rock e cheio de grandes hinos.

Jane Birkin – Oh! Pardon tu dormais… (2020)

Jane Birkin, uma das grandes damas da canção francesa faz o seu melhor disco em muitos anos.

Sleaford Mods – Spare Ribs (2021)

Spare Ribs é mais um tiro enérgico mas repetitivo dos Sleaford Mods, os tipos mais zangados do Reino Unido.

“A Escola” – Jorge Palma

Canção retirada de Bairro do Amor (1989), um dos melhores discos de Jorge Palma.

“The last time I saw Richard” – Joni Mitchell

A música que fecha Blue é, só por si, um monumento que desarma qualquer um.

“Bella Ciao” – Marc Ribot & Tom Waits

Um dos temas que pode ser encontrado no disco Songs of Resistance, 1942-2018.

“Todo este céu” – Fausto

“Todo este céu” faz parte do excelente Crónicas da Terra Ardente, de 1994.

“Only good for conversation” – Rodriguez

“Only good for conversation”, tema todo ele feito de peso e guitarra eléctrica, com pós de psicadelismo e hard-rock.

Playlist da Semana: Obrigado e até já

Celebrar a vida dos grandes artistas que nos continuam a dar música.

Rodrigo Leão – O Método (2020)

O Método é um disco ambiental e sereno, com a qualidade que Rodrigo Leão nunca deixa de apresentar

dEUS – The Ideal Crash (1999)

O magnífico disco em que os dEUS fazem a síntese perfeita entre enormes canções e a estranheza que sempre os definiu

Sérgio Godinho: uma vida a musicar as nossas vidas

Não há forma de pagar o tanto que Godinho nos deu, a banda sonora das nossas vidas, musicando com as suas palavras certeiras o nosso quotidiano, todas as nossas pequenas e grandes derrotas e vitórias diárias.