Tiago Freire
397 Articles3 Comentários

O autor deste texto tem 39 anos mas um corpinho de 35. É jornalista há mais de 15 anos. É colaborador de vários blogs e parvoíces afins e já escreveu para a Blitz e para a FHM. Nasceu e cresceu em Carcavelos, fazendo aí o mestrado musical enquanto todos os seus amigos andavam de skate ou faziam surf. Hoje em dia, divide o seu tempo entre as notícias de Economia e a educação dos seus três filhos, enquanto o mundo não percebe que ele é o maior escritor vivo do planeta, coisa que terá inevitavelmente de acontecer. Na próxima encarnação desejaria ser uma mistura entre o Serge Gainsbourg e o Pablo Aimar.

Guaxe – Guaxe (2019)

Mais um objecto curioso e de personalidade bem vincada, do qual destacamos a melancolia doce e cansada.

Pixies – Beneath the Eyrie (2019)

É a vez de Beneath the Eyrie, que está a ser recebido pela crítica como um regresso à boa forma, ainda que não aos bons velhos tempos.

The Raconteurs – Help Us Stranger (2019)

Quem quer um bom e sólido disco de rock clássico, muito bem feito em 2019, tem aqui uma boa rodela para saborear.

“All My Happiness is Gone” – Purple Mountains

Depois do infeliz suicídio de Berman, é fácil pegar em qualquer uma das letras de Purple Mountains e encontrar aí os avisos de que tudo ia, finalmente, correr mal.

“Tennessee” – Silver Jews

A letra de “Tennessee” é simples mas deliciosa, com um homem indo ao Kentucky convencer uma mulher a mudar-se com ele para o Tennessee.

“Margaritas at the Mall” – Purple Mountains

Um dos singles do magnífico álbum homónimo dos Purple Mountains.

“Random Rules” – Silver Jews

Um tema niilista, digamos, em que o autor nos alerta que, na vida, tudo é incerto

“Dallas” – Silver Jews

“Dallas” é o protótipo de uma música da banda de DC Berman.

Playlist da Semana: Joos Blues

Vivemos ainda no choque e no luto da partida de David Cloud Berman, o génio slacker na origem dos Silver Jews e, este ano, dos Purple Mountains. Lidamos com isto da forma que sabemos ou podemos, ouvindo e honrando a…

David Berman 1967-2019: o poeta da beleza e da solidão

Obrigado por todo o conforto e companhia ao longo de tantos anos, David.

Bonifrate e Dinho, dos Boogarins, lançam disco em Setembro

Mais uma promissora notícia vindo do psicadelismo brasileiro: Pedro Bonifrate (ex-Supercordas) e Dinho Almeida (vocalista dos Boogarins) têm um novo projecto em comum, que resultou num disco a editar no início de Setembro. Guaxe é o nome do grupo e…

Jens Lekman & Annika Norlin – Correspondence (2019)

O conceito é inegavelmente interessante, mas não nos esqueçamos do essencial: as músicas. Correspondence não é apenas uma boa ideia, resulta num disco muito bonito.

Boogarins – Sombrou Dúvida (2019)

Os Boogarins estão mais complexos, mais labirínticos, mais escuros.

Purple Mountains – Purple Mountains (2019)

A alma e a voz dos Silver Jews regressa sob um novo nome e, através dos Purple Mountains faz um disco pessoalíssimo e extraordinário.

The Cure – Wild Mood Swings (1996)

Depois de três discos que os levaram ao topo do mundo, os Cure começam a perder o gás em Wild Mood Swings, que apesar desse facto mantém alguns pontos de interesse

“Doing The Unstuck” – The Cure

Uma música enérgica, carregada de ritmo e motivação, que nos exorta a nunca acharmos que é demasiado tarde para “queimar a casa” e fazermos tudo aquilo que queremos fazer.

“Foxy Lady” – The Cure

Uma nova roupa para um clássico da década anterior.

The Cure – Three Imaginary Boys (1979)

Em 1979, uns muitos jovens The Cure estreavam-se em disco com Three Imaginary Boys, um petardo pós-punk ainda à procura do som que os tornaria grandes, nos álbuns seguintes.