Canção do dia

“Pedra Filosofal” – Manuel Freire

O sonho como motor de mudança. “Pedra Filosofal” é um poema de António Gedeão, dado a conhecer em 1956, mas que ganhou a imortalidade com a música de Manuel Freire, de 1970. Ainda em tempos de ditadura, acabou por tornar-se um hino de resistência e de esperança na mudança, que estava a uns anos de distância. Porque mesmo as mais poderosas ditaduras podem tirar tudo, mas o pensamento e o sonho resistem, à espera do momento da libertação. Como diz esta mais ternurenta das canções:

Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, que sempre que um homem sonha o mundo pula e avança como bola colorida entre as mãos de uma criança“.

Comments (0)

Comente