Ana Lúcia Tiago
13 Articles0 Comentários

“Maxwell’s Silver Hammer” – The Beatles

Apesar de ter tido uma gravação morosa para os restantes Beatles, “Maxwell’s Silver Hammer” é de uma ironia deliciosa, contrastando a melodia quase infantil, com a violência da história que Paul nos vai contando, de forma inocente, sobre Maxwell.

“Michelle” – The Beatles

Com arranjos descomplicados e doces que parecem querer levar-nos até às margens do Sena, “Michelle” é uma bonita canção de amor.

The Beatles – Help! (1965)

Help! é um álbum com uma crise de identidade que acompanha o amadurecimento da banda e que prepara o palco para a revolução que seriam os álbuns dos Beatles nos anos seguintes.

Bombay Bicycle Club – Everything Else Has Gone Wrong (2020)

Everything Else Has Gone Wrong mas os Bombay Bicycle Club estão de volta, em plena forma e com um bonito disco, mantendo a habilidade de sempre de nos fazer dançar envoltos nos seus sons etéreos.

Alex Cameron – Miami Memory (2019)

No que pensamos quando pensamos em Alex Cameron? Sintetizadores vintage, um saxofone e um rol de personagens que nos contam a sua história, nem sempre politicamente correta, num tom que faz lembrar Bruce Springsteen, se este fosse australiano e falasse…

Walkmen – Heaven (2012)

Heaven é um daqueles álbuns que parecem não ter data, ouve-se tão bem hoje como se ouvia em 2012, e cada faixa flui para a seguinte de tal forma que sentimos que o fim do disco chega antes do tempo.

“Panic” – The Smiths

Hang the DJ, hang the DJ, hang the DJ!

“She Works Out Too Much” – MGMT

Uma confusão instrumental deliciosa em que a narração da voz computarizada é a cereja no topo do bolo.

“Babe, I’m On Fire” –  Nick Cave & The Bad Seeds

Do álbum Nocturama, de 2003, “Babe I’m On Fire” é uma brilhante explosão de ruído .

“Lábios de Vinho” – Luís Severo

A sublime canção que fecha Cara d’Anjo.

Playlist da Semana: Época de Exames

Um estranho aglomerado resultado de muitas horas passadas com o computador ligado e o cérebro ocupado. Que a incongruência ajude agora a descansar.

“Half Man Half Shark” – King Krule

Um refrão gingão que torna difícil conseguir ficar quieto.

Belle & Sebastian – If You’re Feeling Sinister (1996)

Ao segundo disco, os Belle & Sebastian trazem-nos a melancolia das letras envolta em doces canções pop. Um álbum para consumir se estivermos a sentir-nos sinistros, ou em qualquer outra circunstância.