8.5/10
Cory Hanson – Pale Horse Rider (2021)

O tom é lento, arrastado, lânguido, com a paisagem a revelar-se sem pressas à nossa frente, sem brusquidão ou violência.

The Smashing Pumpkins – Gish (1991)

Gish é uma caixa de duas mudanças, mete-se a primeira e é psicadelismo doce, mete-se a segunda e é rock pesado que não deixa prisioneiros.

7.5/10
Lambchop – Showtunes (2021)

Acusticidade, eletrónica e experimentalismo. A receita tem, sobretudo, estes ingredientes bem frescos.

7.5/10
A Lake by the Mõõn – Life in Warp (2021)

O primeiro longa-duração do músico das Caldas da Rainha, é um grito de protesto contra os sistemas que, todos os dias, contribuem para a destruição do nosso planeta.

7.5/10
Minta & The Brook Trout – Demolition Derby (2021)

Os Minta & The Brook Trout regressam com a delicadeza pop a que nos habituaram, um bálsamo em tempos confusos

Superwolves
8/10
Matt Sweeney & Bonnie Prince Billy – Superwolves (2021)

Superwolves é um disco íntimo e especial, das penas dos amigos Bonnie Prince Billy e Matt Sweeney.

7.5/10
SPIRIT OF THE BEEHIVE – ENTERTAINMENT, DEATH (2021)

ENTERTAINMENT, DEATH, quarto álbum dos SPIRIT OF THE BEEHIVE, oscila entre insanidade e delicadeza, eletrónica e psicadelismo, ácidos e sonolência.

7.5/10
NZCA Lines – Pure Luxury (2020)

Um álbum pandémico de escapismo dançável, refugiado no disco. Pure Luxury é uma pérola para ser descoberta nas pistas de dança num futuro próximo.

Beastie Boys - Pauls Boutique
Beastie Boys – Paul’s Boutique (1989)

O segundo álbum dos Beastie Boys, Paul’s Boutique, é um dos grandes clássicos dos anos de ouro do hip-hop, elevando a arte do sampling para um novo patamar.

8/10
King Gizzard and the Lizard Wizard – L.W. (2021)

L.W. é mais um óptimo disco a provar que os King Gizzard são a banda rock mais excitante da actualidade.

4/10
Matt Martians – Going Normal (2021)

O título do novo disco do teclista e produtor californiano é uma infeliz premonição. Matt…

7/10
David & Miguel – Palavras Cruzadas (2021)

Atire a primeira pedra quem nunca sofreu por amor. O sofrimento não acaba, mas tem cura. A música é a solução.

8.5/10
Bruno Pernadas – Private Reasons (2021)

A primeira coisa que nos apraz referir é que Private Reasons é um disco intrinsecamente pop.

Vaiapraia – 100% Carisma (2020)

A verdade é bela e nela Vaiapraia espelha o seu carisma.

Alice in Chains – Facelift (1990)

Facelift é um grande disco – canções memoráveis umas atrás das outras, apesar de apanhar os Alice in Chains ainda à procura da sua identidade.

7.5/10
Dry Cleaning – New Long Leg (2021)

Tal como aconteceu com os Black Country, New Road, com os black midi, com os Sons of Kemet, The Comet is Coming, também urge dar atenção de ouvido aos Dry Cleaning.

7/10
Nick Cave & Warren Ellis – Carnage (2021)

Cave pega no discurso musical dos seus discos anteriores, mas recupera um pouco do perigoso…

Yo La Tengo – I Am Not Afraid Of You And I Will Beat Your Ass (2006)

É sempre um bom dia quando nos debruçamos sobre um belo disco desta bela banda. Acompanhem-me então por este I Am Not Afraid Of You And I Will Beat Your Ass adentro.