Filipe Garcia
86 Articles0 Comentários

Bicho de letras e de muitas ondas sonoras, cresci convencido que quanto mais pesado melhor era o rock, mas descobri a luz quando me apresentaram o Jazz e os blues. O indie é dispensável, as doses de rock não.

Kanye West – Late Registration (2005)

Em Late Registration, Kanye West mostra o bom e o genial, a fé e até a vaidade. A loucura viria depois.

Fiona Apple – Fetch The Bolt Cutters (2020)

Ao quinto álbum, Fiona Apple apresenta a sua melhor música. Fora dos limites reservados aos comuns mortais, a nova iorquina volta a mostrar que o seu o planeta tem uma bela banda sonora. Um dos candidatos a disco do ano.

While My Guitar Gently Weeps – The Beatles

O segredo de “While My Guitar Gently Weeps” estava na lista de culpados e na exigência de Harrison – não negociável, para a sua música Harrison queria Eric Clapton à guitarra. Há exigências que se impõem.

“Damn Right I Got the Blues” – Buddy Guy

Hoje carrega aos ombros o peso de ser o maior embaixador vivo dos Blues.

“Pretty Lady” – Tash Sultana

Quem passou pelo palco secundário da última edição do Alive, dificilmente lhe ficou indiferente.

“Beautiful Morning” – Machine Head

Tenham uma bela manhã, com os Machine Head.

“A minha praia” – Sam the Kid

A Sam the Kid começa a ser hora de reconhecer o toque de Midas.

Playlist da Semana: Prince

Chafurdemos em Prince.

Lour – Change (2019) [EP]

De viola em riste e voz delicada, Lour foi crescendo ao lado do Altamont.

“Soul Sacrifice” – Santana

Jimi Hendrix descrevia a sua música como uma experiência religiosa. Com Santana a religião é mais latina, mais carnal, mais balançada, mas não menos transcendente, não menos feroz.

“Oye Este Mi Canto” – Santana ft. Buika

Na verdade, a mistura nem é descabida, apenas a diferença de idade e de estatuto na cadeia alimentar da música a torna inesperada.

“When You’re Gone” – Bedouine

Sem esgotar as salas grandes, sem toneladas de euros dispensados nas redes sociais ou demais disparates virais, não é fácil chamar a atenção do Mundo. Nem mesmo quando a música é incrivelmente reconfortante. A quem não ainda não tinha dado por esta senhora, de nada.

“Sombra” – Zarco

E já todos ouviram estes rapazes?

“Terra Firme” – Benjamim / Barnaby Keen

Melhor que ele, quem anda por aí a cantar Portugal?

“Silêncio” – Slow J

Gente que vale a pena ouvir.

Playlist da Semana: Altamont by The Sea

Uma banda sonora com jazz e blues, com rock clássico e funk, até com o inevitável toque a surf. Afinal, sem ondas, nem mar, nem pesca, nem nada.

Slow J – You Are Forgiven (2019)

Slow J deixou de ser candidato e a declaração de intenções que deixou em Comida perdeu o tom de graça para a passar a real possibilidade.

“Alfie Theme” – Sonny Rollins

Podia ser só uma banda sonora, mas não.