8.5/10
Sr. Chinarro – Reality Show (2022)

Reality Show é mais um enorme disco de Sr. Chinarro. Com ele, está garantido um…

Etta James – At Last! (1960)

O álbum de estreia de Etta James, At Last!, é elegante e rude. Como um diamante luzindo na lama.

Sparks – The Seduction of Ingmar Bergman (2009)

Por onde andará Ingmar Bergman? Numa sala de cinema, perdido nas estrias de um disco,…

8/10
Hurray for the Riff Raff – LIFE ON EARTH (2022)

Nome complicado de dizer, música simples de digerir e conquistar – assim podem ser descritos…

Sam Cooke – Night Beat (1963)

O penúltimo disco de Sam Cooke, Night Beat, é a obra-prima do mestre da soul.

8/10
Suede – Autofiction (2022)

Autofiction é um dos discos mais musculados dos Suede, que soam agora tão urgentes como…

8/10
Thought Bubble – Nowhere (2022)

Que som é este que nos chega de supetão e de maneira tão inesperada? Que objeto sonoro levanta voo perante os nossos ouvidos e nos leva até ao mais longínquo lugar da nossa alma? São os ilustres desconhecidos Thought Bubble e o álbum Nowhere!

6/10
Wolf Manhattan – Wolf Manhattan (2022)

Wolf Manhattan é o mais recente projeto de João Vieira (X-Wife, DJ Kitten), mas será…

6,5/10
Nick Cave – Seven Psalms (2022)

Seven Psalms é o mais recente lançamento de Nick Cave. Escrito durante o confinamento, em 2020, o álbum apresenta-nos 7 canções, ou melhor, 7 salmos musicados por Warren Ellis. Um dos mais inspiracionais álbuns da carreira de Cave.

5/10
Foals – Life Is Yours (2022)

Depois de se terem estabelecido como banda alternativa nos seis primeiros álbuns, os Foals parecem ter adormecido ligeiramente neste sétimo disco.

Sereias – Sereias (2022)

No último disco dos Sereias há um estilo que se aguenta homogéneo, mas há uma evolução.

8/10
Angel Olsen – Big Time (2022)

Angel Olsen regressa aos discos com mais uma ligeira variação de estilo, mas sempre com…

Booker T. & the M.G.’s – Green Onions (1962)

A estreia dos Booker T. & the M.G.s, Green Onions, não é só um grande…

Sereias – O País a Arder (2019)

Música sem regras, distorcida, disruptiva, livre, punk, barulhenta e uma voz desvairada, enlouquecida, endemoninhada, declamando poemas estranhos, duros, controversos, polémicos, politicamente incorrectos, não aconselhável a almas sensíveis.

Sociedade da Grã-Ordem Kavernista – Sessão das 10 (1971)

Em 1971, um quarteto de músicos, praticamente desconhecidos, gravou uma pérola, recheada de humor e criatividade. Sessão das 10, lançado no meio da ditadura brasileira, é um retrato dos tempos, com ironia suficiente para fugir à censura.

Toni Tornado – “BR-3” (1971)

Apesar do nome de super herói, Tony Tornado poderá ser um dos brasileiros mais interessantes…

Elis Regina & Tom Jobim – Elis & Tom (1974)

É tido como um dos melhores discos de sempre da música brasileira, casa da melhor das versões de “Águas de Março”, a música que Elis & Tom eternizaram.

Mallu Magalhães – Vem (2017)

Em 2017 Mallu Magalhães lançou Vem, um disco maduro, cheio de retratos da vida quotidiana…