7.5/10
Fumo Ninja – Olhos de Cetim (2022)

Mais um belo projecto fruto de pandemia, Olhos de Cetim é a estreia dos Fumo…

9/10
Kendrick Lamar – Mr. Morale & the Big Steppers (2022)

Kendrick Lamar não quer mais a coroa de salvador. No seu novo disco desvenda-nos os demónios que combateu nos últimos anos e permite-nos participar na sua catarse.

8/10
Fontaines D.C. – Skinty Fia (2022)

Ao terceiro disco a banda irlandesa parece ter encontrado o seu ponto de equilíbrio –…

7/10
Belle and Sebastian – A Bit of Previous (2022)

O novo disco dos Belle and Sebastian pode não ser o melhor da sua discografia. No entanto, A Bit of Previous traz boas canções, bons arranjos, boas letras. Que voltem sempre, e bem.

7.5/10
Esteves – O Alpinista (2022)

Depois de, em 2019, nos ter brindado com o seu primeiro disco a solo, Tiago Esteves ainda tem algo para dizer na música.

9/10
Arcade Fire – WE (2022)

Os Arcade Fire regressam na sua melhor forma, com um disco que soa indubitavelmente a…

7/10
Wet Leg – Wet Leg (2022)

Com este disco homónimo, as Wet Leg marcam um regresso bem-disposto ao indie rock, entre o irónico e o despretensioso. Um trabalho muito bem conseguido.

7/10
Eiko Ishibashi – Drive My Car Original Soundtrack

A banda sonora de Drive My Car mostra-nos que alguns filmes se veem com os ouvidos. 

6/10
Bloc Party – Alpha Games (2022)

O primeiro trabalho de estúdio dos Bloc Party em sete anos é um regresso ao indie-rock que tão bem sabem fazer, com ecos do início dos anos 2000.

7/10
Calexico – El Mirador (2022)

O décimo disco de Calexico é um amálgama de géneros e sonoridades e transporta-nos para o deserto do Arizona, para aqueles ritmos de Americana, ali bem pertinho da fronteira com o México.

8.5/10
Spiritualized®- Everything Was Beautiful (2022)

Os Spiritualized® estão de volta! Saudemos aquele que nos traz inquietação e felicidade! Saudemos Jason…

8.5/10
Bala Desejo – Sim Sim Sim (2022)

Bala Desejo é coisa boa, música que faz pensar na MPB dos anos 70, junção…

7/10
Homem em Catarse – Sete Fontes (2021)

Sete Fontes pode ser um postal do Minho mas é sobretudo uma viagem em que encontramos um local de introspeção e quase ficamos suspensos no tempo. Talvez sejam resquícios de um confinamento em que o mundo parou.

9/10
Aldous Harding – Warm Chris (2022)

O quarto disco de Aldous Harding, Warm Chris, é uma obra-prima do folk esquisito. A nossa neozelandeza favorita não tem uma voz bonita: tem mil vozes bonitas, mil personagens.

8/10
Walter Martin – The Bear (2022)

Os álbuns mais interessantes são aqueles que crescem connosco. Álbuns que a cada escuta vamos…

8.5/10
Nala Sinephro – Space 1.8 (2021)

Parece um sopro de paraíso sussurrado aos nossos ouvidos. Um espaço onde pequenos detalhes surgem…

8/10
ROSALÍA – MOTOMAMI (2022)

Se o valor de El Mal Querer reside na forma como ROSALÍA construiu o álbum…

8/10
Bill Callahan & Bonnie Prince Billy – Blind Date Party (2021)

Blind Date Party é um disco longo, cheio de boas surpresas e de grandes momentos, que passa num instante e que apetece ouvir muitas vezes.