8.5/10
Bruno Pernadas – Private Reasons (2021)

A primeira coisa que nos apraz referir é que Private Reasons é um disco intrinsecamente pop.

Vaiapraia – 100% Carisma (2020)

A verdade é bela e nela Vaiapraia espelha o seu carisma.

Alice in Chains – Facelift (1990)

Facelift é um grande disco – canções memoráveis umas atrás das outras, apesar de apanhar os Alice in Chains ainda à procura da sua identidade.

7.5/10
Dry Cleaning – New Long Leg (2021)

Tal como aconteceu com os Black Country, New Road, com os black midi, com os Sons of Kemet, The Comet is Coming, também urge dar atenção de ouvido aos Dry Cleaning.

7/10
Nick Cave & Warren Ellis – Carnage (2021)

Cave pega no discurso musical dos seus discos anteriores, mas recupera um pouco do perigoso…

Yo La Tengo – I Am Not Afraid Of You And I Will Beat Your Ass (2006)

É sempre um bom dia quando nos debruçamos sobre um belo disco desta bela banda. Acompanhem-me então por este I Am Not Afraid Of You And I Will Beat Your Ass adentro.

Joni Mitchell – Blue (1971)

O quarto álbum de Joni Mitchell, Blue, é belo, triste e honesto. Como a chuva a cair numa tarde de Inverno.

Arlo Parks - Collapsed In Sunbeams capa
7.5/10
Arlo Parks – Collapsed In Sunbeams (2021)

Arlo Parks dá voz à sua geração, por meio de ritmos suaves e uma forma…

Feu! Chatterton
8.5/10
Feu! Chatterton – Palais d’Argile (2021)

Os franceses Feu! Chatterton fizeram um álbum tão repleto de predicados, que é difícil imaginar ter entre mãos algo assim tão extraordinário.

9/10
Floating Points, Pharoah Sanders & London Symphony Orchestra – Promises (2021)

Algo divino diz-nos que Promises vai ficar para a posterioridade.

7.5/10
Shame – Drunk Tank Pink (2021)

Drunk Tank Pink é uma catarse coletiva ao som de um álbum Rock como deve ser.

Police Outlandos D'Amour
The Police – Outlandos D’Amour (1978)

O álbum de estreia dos Police, Outlandos D’Amour, faz uma síntese elegante entre o calor do reggae e a urgência do punk.

7/10
Sweet Psychedelics – Sweet Psychedelics (2020)

Do Brasil chega-nos uma pérola de pop plácida e elegante, com a “nossa” Eugénia Melo e Castro.

7/10
Beautify Junkyards – Cosmorama (2021)

Quarta viagem cósmica de uma banda que soa cada vez mais segura do seu caminho.

Jane’s Addiction – Ritual de lo Habitual (1990)

O segundo álbum de originais dos Jane’s Addiction, Ritual de lo Habitual, foi um dos primeiros exemplares de rock alternativo a chegar às massas. O sismo de baixa frequência prenunciando Nevermind…

8.5/10
Cassandra Jenkins – An Overview on Phenomenal Nature (2020)

A delicadeza de An Overview on Phenomenal Nature é transcendental, se a deixarmos entrar pelos nossos poros dentro seremos, garantidamente, pessoas melhores no fim da experiência.

9/10
Yu Su – Yellow River Blue (2021)

Yellow River Blue é um álbum que apresenta traços urbanos e características naturais em simultâneo.

8/10
Luta Livre – Técnicas de Combate (2021)

A Luta Livre, o histórico Luís Varatojo incentiva à revolução, mas cheio de swing e boa onda.