José Mário Branco – FMI (1982)

O Maxi single de José Mário Branco, FMI, é um disco muito especial: sincero, vulnerável e profundamente humano.

A Garota Não – 2 de Abril (2022)

2 de Abril é um disco bonito e intenso. Um sério candidato a disco do ano. A Garota Não já ganhou espaço nos nossos ouvidos e nos nossos corações. Vale a pena ir à luta com ela. Durante os anos…

Os Filhotes do Zeca

José Afonso foi um dos maiores revolucionários da canção nacional e influenciou todas as gerações que lhe seguiram. Mas a herança de Zeca vai muito além da música.

José Afonso – Enquanto Há Força (1978)

Chegado a 1978, Zeca faz o seu disco mais rico e instrumentalmente completo, cheio de África, repleto de protesto mas sem ceder ao facilitismo pós-censura e que espelha desencanto mas sem se deixar vergar.

José Afonso – Coro dos Tribunais (1975)

O primeiro disco de Zeca após o 25 de Abril é um dos seus melhores, mesmo que tenha resistido à tentação de, a quente, servir de crónica aos dias da Revolução.

José Afonso – Cantares do Andarilho (1968)

O segundo disco de Zeca Afonso é o alicerce para uma nova música popular portuguesa. E quando as raízes são fortes e profundas, a possibilidade de crescimento agiganta-se.

“Liberdade” – Sérgio Godinho

Por um país melhor. Não desistimos.

“Eu vi este povo lutar” – José Mário Branco, Fausto e Sérgio Godinho

O original é de José Mário Branco, aqui acompanhado por Fausto e Sérgio Godinho, três dos nossos maiores a cantar e tocar “Eu vi este povo lutar”.

Manuela Azevedo: A arte é um fim em si mesmo

Aproveitando o pretexto dos 25 anos de LusoQUALQUERcoisa, primeiro álbum dos Clã, estivemos à conversa com Manuela Azevedo.

Clã: 25 anos na corda bamba

O longo e sempre interessante caminho dos Clã, uma banda que insiste em apaixonar-nos.

Clã

Página dedicada aos Clã.

Clã – Corrente (2014)

Corrente, sétimo de originais dos Clã, representou um baralhar e voltar a dar muito satisfatório: há ótimas canções, umas mais saltitantes, outras introspetivas, que têm sabido resistir à passagem do tempo.

Clã – Rosa Carne (2004)

Ao quarto disco de estúdio, os Clã resolveram reinventar-se.

Capicua – Madrepérola (2020)

Desde 2008 Capicua tem brindado o mundo do hip-hop, aliás de toda a música portuguesa, com lições de como fazer boas letras e canções. Em 2020 chega Madrepérola, a mais recente jóia da discografia.

“O Novo Normal” – Sérgio Godinho

É uma canção sobre a pandemia mas também uma reflexão sobre o medo: o medo bom que nos defende e o medo mau que nos paralisa.

Sérgio Godinho em entrevista: “A criação tem algo de mágico e misterioso”

Estivemos à conversa com Sérgio Godinho. Tudo girou à volta da sua nova canção, “O Novo Normal” (uma reflexão sobre a pandemia que se abateu sobre nós) e do que há de godinhiano na mesma.

Sérgio Godinho: uma vida a musicar as nossas vidas

Não há forma de pagar o tanto que Godinho nos deu, a banda sonora das nossas vidas, musicando com as suas palavras certeiras o nosso quotidiano, todas as nossas pequenas e grandes derrotas e vitórias diárias.

“Farto de Voar” – Sérgio Godinho

“Tenho um corpo na morte de um lado/ Só suspenso por balas de um lado/ E do outro a escapar, a escapar/ de raspão” Os Sobreviventes é um dos discos mais importantes do rock feito em português (que nasceu muitos anos…