Vídeos

Febre e raparigas com Balthazar

Prestes a ser um dos cabeças de cartaz do Super Bock em Stock relembramos a conversa que tivemos este ano sobre temas como rios frios, o que provoca a febre, percussão, ética DIY e mudanças. E falámos ainda de raparigas.

Cozinhar alinhamentos com Capitão Fausto

Os Capitão Fausto falaram connosco acerca de como cozinham os alinhamentos dos concertos, mas também de limões no áudio, do mercado de emprego, de tipos de ficheiros informáticos e de estar em contra-luz.

… And You Will Know Us by the Trail of Dead e o disco que tarda em chegar (mas que vem aí)

Conrad, James, Autry e Aaron contaram-nos acerca de nadar no Tabuão, de sítios para gravar música, de ter quase 60 anos e de andar de um lado para o outro.

Filipe Sambado e os últimos acompanhamentos

Sambado conversou connosco acerca de dar o peito às balas, de pôr coisas de molho, do que fazem os acompanhantes de luxo, de domínio, de cercas e de sal na comida.

Turno da noite, abelhas e livros. Uma conversa com Lucy Dacus

Com o regresso, esta semana, do Vodafone Paredes de Coura, lembramos a nossa entrevista com a talentosa Lucy Dacus, feita no ano passado.

Rolling Blackouts Coastal Fever: a próxima grande banda que já o é

Fran e Joe falaram connosco acerca do álbum Hope Downs, de trocadilhos em nomes de bandas, de lounge hardcore, de queijos, do sentido de aventura e de causas para olhos arregalados. Uma conversa mesmo divertida, a não perder.

Donny Benét e a procura do amor nos sítios errados

Numa conversa de duas partes numa só, Donny falou connosco acerca dos sítios onde se pode encontrar o amor.

IDLES e a ética familiar

Os britânicos IDLES serão indiscutivelmente um dos maiores fenómenos de música a surgir nos últimos anos.

Os olhos nas linhas de Steve Gunn

Foram duas, as vezes que o muito amável e respeitável Steve Gunn falou com o…

Perfume Genius: gerir um banco e as unhas

Com a inteligência e sensibilidade que lhe são características, Mike Hadreas falou connosco acerca de unhas, de como gerir um banco, de como se tornar mais hardcore e de perfumes chamados “Reseest”.

Two Door Cinema Club a concurso

O álbum Gameshow deu o mote à conversa: jogos, bebidas, redes sociais e os inevitáveis concursos.

Sampha: a única entrevista feliz

Sampha ter-nos-á dado uma das primeiras – senão a única – entrevista minimamente feliz. Falou connosco acerca dos sentimentos evocados pelo incrível single Blood On Me, a relação entre conflitos e cores, sobre Michael Jackson e Kanye West.

A Place to Bury Strangers: a conversa que dura para sempre

Oliver, Dion e John falam connosco sobre concertos que não existiram, de azares, do génio de Emil Nikolaisen, de destruir salas e das bandas que APTBS escolhem como as mais intensas de sempre.

Ride: de regresso para Weather Diaries

De uma reunião pouco expectável para a edição de um novo disco. Uma entrevista a Mark Gardener dos Ride.

The Wombats: os emojis de Matthew Murphy

À conversa com Matthew Murphy, muito divertido, e claramente preocupado com o novo corte de cabelo, falámos de pessoas chamadas Isabel, de mudanças para Nova Iorque e de emojis, muitos emojis.

Mac McCaughan (Superchunk): a comédia como solução

Falámos de tudo: comida, angústia, dos Superchunk e Portastatic, e de muita comédia – como The Best Show e dos gostos pessoais do Mac, cuja relação com o humor é de grande proximidade.

The Damned: os jogos de Captain Sensible

Uma entrevista bastante punk, sem exagero (ou com vários, como preferirem).

Sunflower Bean: antes dos vinte-e-dois, em castanho

Os Sunflower Bean falaram do incrível “Human Ceremony”, do tempo, de ser fãs dos clássicos, do ano de 2013, de que música devemos dar a crianças, de quantos concertos tocaram e de ser a banda mais fixe que há.