µ-Ziq – XTLP (2015)

O inglês Mike Paradinas é um weirdo. Desde sempre apaixonado pelas electrónicas, passou boa parte dos anos 80 a seguir as passadas das bandas new wave que reinavam então em Inglaterra, passando depois aos teclados enquanto músico. Mas a sua…

Public Service Broadcasting – The Race for Space (2015)

Os Public Service Broadcasting são um duo inglês que gosta de se fechar no estúdio e, com base num conceito, encontrar os sons que nele façam sentido. Foi assim com o disco de estreia, de 2013, e volta a suceder agora,…

Foxygen – …And Star Power (2014)

Rock psicadélico calminho e simpático, bom para um final de tarde verão a descer a costa Alentejana: foi assim que o duo californiano Foxygen se mostrou, em 2013, no seu segundo álbum We Are the 21st Century Ambassadors of Peace…

Camera – Remember I Was Carbon Dioxide (2014)

O kraut alemão dos anos 70 continua a mostrar a sua força. São muitas as bandas que vão surgindo nos dias de hoje e que transportam consigo o fascínio desse longínquo e prolífico período da história do rock europeu. Aliás,…

Reportagem: Capitão Fausto || Musicbox

Vamos situar-nos: quarto dia de Outono, dez minutos desde o começo do dia, ano da graça de 2014.  Os Capitão Fausto continuam em digressão com o seu último Pesar O Sol na bagagem. E estão no seu prime of life. Se há…

Altamont Entrevista: Mogwai

Por entre boa música e sacos/manta desdobráveis fomos ao enlameado backstage do palco principal falar com um dos nomes maiores do cartaz deste NOS Primavera Sound que acabou e deixou saudades. Stuart Braithwaite, dos escoceses Mogwai, trocou uns curtos dedos…

Fujiya & Miyagi com novo disco a 5 de Maio

Os Fujiya & Miyagi anunciaram que irão lançar um novo disco no próximo dia 5 de Maio. Artificial Sweeteners será o mais recente trabalho da banda de pop electrónico desde Ventriloquizzing, saído já em 2011. O disco fala-nos mais em esperança…

Julian Cope – Krautrocksampler: One Head’s Guide to the Great Kosmische Musik – 1968 Onwards

Quando em meados do ano passado fiz a minha estreia no Altamont, estava longe de imaginar que um artigo sobre Krautrock (o terceiro que redigi para este site) pudesse suscitar tamanho interesse nesta maravilhosa massa adepta que nos acompanha. Fi-lo…

TOY – Join The Dots (2013)

Menos de dois anos depois os TOY estão de volta! Depois de lançarem o seu primeiro álbum, homónimo, nos princípios de 2012, a banda de Brighton lança agora, 15 meses depois, Join The Dots. Não podemos dizer que se trata…

Eat Lights Become Lights – Modular Living (2013)

Modular Living tem 4 meses de existência e é o disco mais adulto de krautrock que ouvi durante todo o ano. Estes Eat Lights Become Lights surgiram em Londres, no ano de 2007, e até à data já mostraram bem…

The Flaming Lips – The Terror (2013)

É incrível como tempo voa. A brincar já passaram 4 anos desde que a banda liderada pelo genial Wayne Coyne publicou o cósmico Embryonic. Não que os Flaming lips tenham andado desleixados. Pelo meio ainda revisitaram The Dark Side of…

Kosmicher Läufer – The Secret Cosmic Music of the East German Olympic Program 1972-1983, vol I (2013)

Adoro música e adoro uma boa história. O disco que agora vos trago junta as duas coisas. Primeiro a fabulosa versão “oficial” da coisa: O alemão Martin Zeichnete vivia em Berlim Oriental no início dos anos 70. Músico amador, aficionado…

Musipédia: Krautrock

Nota prévia: começo por dizer que este post tem apenas o propósito de tornar público um género musical muito pouco conhecido da generalidade dos ouvintes assíduos de música. Mesmo sabendo que os mais aficionados melómanos conhecerão o termo e o estilo musical, e…