Guilherme Portugal
50 Articles0 Comentários

Death Grips – Steroids (Crouching Tiger Hidden Gabber Megamix) [EP] (2017)

Steroids é um manifesto despudorado à raiva, feito por gente que é, sem sombra de dúvida, completamente fodida dos cornos. Nada nem ninguém se equipara ao que os Death Grips aqui fazem. Não aguentaríamos se tal não fosse o caso – haja misericórdia.

You Can’t Win, Charlie Brown || C.C.B.

Entrando no grande auditório do CCB rumo ao assento designado, frente a tanta parafernália musical, julgar-se-ia estar na presença da versão folk-rock dos LCD Soundsystem. Salivava-se para o concerto dos You Can’t Win, Charlie Brown. Não desapontariam. A banda entraria…

Childish Gambino – “Awaken, My Love!” (2016)

Childish Gambino decide abandonar o rap por completo e abraçar a herança de George Clinton, Sly Stone e Prince. “Awaken, My Love!”, o produto final resultante dessa decisão, é um dos álbuns do ano.

Marching Church – Telling It Like It Is (2016)

Ao segundo álbum, os Marching Church compactam as suas canções, preferindo encontrar tensão e catarse na metamorfose dinâmica e focada do que no improviso descontrolado e na indulgência. Os resultados são surpreendentes. Qual traça à luz, seduzido em ciclos temporais…

“A Thousand Kisses Deep” – Leonard Cohen

Será essa tal de Tower of Song, que Leonard Cohen diz habitar, uma Torre da Babilónia em reverso, erigida terra abaixo? Ninguém partilha a mesma língua no mundo-verso do cantautor: o desentendimento, a ausência de semelhança, a assimetria e a incompreensão são…

“Jazz Police” – Leonard Cohen

Slap bass, acordes jazzísticos. Letras indiscutíveis, imperscrutáveis, ininteligíveis – haverá aqui grande poder metafórico quando Leonard afirma do sangue ser margarina mais densa que gordura? Ou o poeta ser “louco por carne de tartaruga”? Deduz-se que, muito provavelmente, não; não…

“Field Commander Cohen” – Leonard Cohen

Cohen lutou nas guerras da canção: foi acorrentado a torres, condenado à morte pelos ouvintes e, em dimensões não tão metafísicas, aliado de Israel na guerra de Yom Kippur, data de 1973. Arregimentado para levantar a moral dos soldados, transformou-se,…

“So Long, Marianne” – Leonard Cohen

Um bom mentiroso não se deixa apanhar. Marianne Ihlen, musa de Cohen no início dos 60s, morre a finais de julho deste ano, seguindo-lhe Cohen um par de meses depois. Na sua última carta à norueguesa, Leonard escreve “penso que…

Vodafone Paredes de Coura – Dia 4

Tudo tem um ponto final e no vigésimo dia de Agosto todos os acordes soaram a Dó no anfiteatro natural de Coura. Mas é nas vivências que se criam razões para voltar e festival é criação e usufruto da mesma.…

Vodafone Paredes de Coura – Dia 3

Os acordes ou o sol – em Coura são os primeiros que mais brilham. Todavia, porquê escolher ou classificar? No terceiro dia do Vodafone Paredes de Coura 2016, tivemos dose dupla em boas quantidades, apesar do início não ser dos…

Vodafone Paredes de Coura – Dia 2

O segundo dia do festival à beira rio Coura entumesceu-se de sol, bom som e mais cabeças festivaleiras. O primeiro concerto, do cantautor norte-americano Riley Walker, deu-nos a provar o mais amargo dos travos pós-concerto: o sentimento de que poderia…

Vodafone Paredes de Coura – Dia 1

Entre verdes entre ventos, entre ventres alimentados à grossura do dente, ameaçados pela precipitação matinal – essa que não marcou presença volvida a hora dos concertos – os campistas da Praia Fluvial do Taboão acorreram, em menor número do que…

The Avalanches – Wildflower (2016)

O surpreendente Wildflower, não obstante ter conseguido revelar novas facetas de um som tão icónico e reconhecível como o dos Avalanches, mantém imutáveis algumas fórmulas que se mantêm tão eficazes e excitantes como o eram há 16 anos atrás.

Super Bock Super Rock 2016 – Dia 3

O terceiro e último dia do Super Bock Super Rock foi o melhor que podia ter sido. Trocando o velhinho dia do metal que fazia parte de todos os maiores festivais por um dia de hip-hop riquíssimo, o festival esgotou…

Super Bock Super Rock 2016 – Dia 2

Segundo dia de Super Bock Super Rock e a história é a mesma. Éder, Éder, Éder. Quase ao ponto de termos vontade de não ser campeões. Mas, fanatismos à parte, o segundo dia mostrou-se mais corpulento em rock, ainda que…

Super Bock Super Rock 2016 – Dia 1

Os acordes do Super Bock Super Rock voltam a agitar as águas do Tejo, naquela que é a vigésima segunda edição do festival. Num dia de calor tórrido onde nem uma nuvem mancha o céu, o programa ecléctico de luxo…

NOS Alive 2016 – Dia 2

Com o segundo dia encerrado, o NOS Alive teve muito para ver e ouvir. Desde os brasileiros Soulvenir aos australianos Jagwar Ma (banda protegida pelos Tame Impala, que também atuaram ontem no palco principal) até à também down under Courtney…

Canção do dia: L’Hôtel Particulier – Serge Gainsbourg

Descansa as mãos, fuma-te antes que alguém o faça e desaparece no ar como o tabaco que chupas. Não fosse Melody, talvez o fizesses. Mas tens nos arcos das claves de fá as suas ancas e o Sol já não…