“Masculino, Feminino” – Erasmo Carlos

Apesar de por cá nunca ter granjeado um reconhecimento tão notório como alguns dos seus conterrâneos, Erasmo Carlos pode ser considerado um dos precursores do Rock Brasileiro.

Sweet Psychedelics – Sweet Psychedelics (2020)

Do Brasil chega-nos uma pérola de pop plácida e elegante, com a “nossa” Eugénia Melo e Castro.

Ney Matogrosso || Coliseu dos Recreios

Se o passado artístico de Ney Matogrosso é de peso, o presente não o desilustra, nem o embacia.

“Sangue Latino” – Secos & Molhados

Sem rodeios e sem exageros, “Sangue Latino” é uma das mais perfeitas canções da história da música popular brasileira.

João Gilberto – João Gilberto (1973)

João Gilberto foi sempre preferindo uma aproximação cada vez mais minimalista no que toca à execução da sua arte: a de fazer diamantes sonoros.

Secos & Molhados – Secos & Molhados (1973)

Bastou apenas este primeiro disco para os Secos & Molhados se colocarem eternamente no Olimpo da música popular brasileira.

“Divino Maravilhoso” – Gal Costa

Naquele tempo de polarização política, a música era a única forma de expressão.

“Going Out Of My Head” – Sérgio Mendes & Brazil 66’

“Going Out of My Head” é uma senhora canção, cuja beleza faz com que muitos músicos se apaixonem por ela.

Capitão Fausto – A Invenção do Dia Claro (2019)

Afinal, não tinham os dias contados. Foi uma boa mentira dos meninos que começaram a fazer indie rock, voltaram-se depois para o psicadelismo e acabaram por encontrar um lugar onde se sentem bem. Chamam-se Capitão Fausto e, ao que parece, estão bem vivos!

Milton Nascimento / Lô Borges – Clube da Esquina (1972)

De todo o património da música brasileira, Clube Da Esquina é incontestavelmente um dos trabalhos mais reconhecidos, fruto de uma geração e de um tempo próprio. Há projetos que constituem autênticos «antes e depois», tamanha é a revolução que provocam…

Tribalistas || Altice Arena

Tribalistas aterram finalmente em Portugal para mostrar o trabalho conjunto de três artistas maiores da música cantada em português. Viva o Brasil!

“Carcará” – Maria Bethânia

O primeiro sucesso de Maria Bethania, jovem que transpirava energia, com a garra e o tom necessários para passar a mensagem implícita de “Carcará”.

“Alegria, Alegria” – Caetano Veloso

Os anos de convulsão também nos trouxeram Caetano Veloso e o seu tropicalismo.

“O Bêbado e a Equilibrista” – Elis Regina

Mais uma canção protesto, desta feita pela voz de Elis Regina.

“Pra não dizer que não falei das Flores” – Geraldo Vandré

Vandré nunca chegou perto de ser nome consagrado na MPB, mas esta escolhida para canção do dia hoje é mítica.

“Cálice” – Chico Buarque

Começamos semana dedicada ao Brasil com clássico da resistência.

Elza Soares – Deus é Mulher (2018)

Uma voz onde todas as atrocidades e alegrias convergem: navios negreiros e fé nos orixás, fome e samba de roda.

Caetano Moreno Zeca Tom Veloso || Coliseu Lisboa

Caetano trouxe os seus filhos para conhecer o Coliseu, numa deliciosa visita de estudo que nos deixou de alma cheia.