Quem foste tu, Kurt Cobain?

O texto profundo, imersivo e estarrecedor sobre o malogrado Kurt.

Pearl Jam – Ten (1991)

Através de hinos como “Alive” e “Even Flow”, a nossa melancolia, antes plebeia, ascende na escala social. Antes de Ten, estávamos na merda; depois de Ten, curtimos uma angst.

Alice in Chains – Dirt (1992)

Dirt é o melhor disco da carreira dos Alice in Chains, e um dos mais fortes trabalhos não só da cena de Seattle mas de toda a década de 90.

Alice in Chains – Rainier Fog (2018)

Os Alice in Chains regressam com um disco negro e denso, marcado pela sombra da história musical de Seattle.

Playlist da semana: Seattle Supersonics

Alguns dos discos mais incontornáveis da riquíssima década de 90 vieram deste canto remoto dos EUA. Celebremos, portanto, hoje e sempre.

Courtney Barnett – Tell Me How You Really Feel (2018)

Ensonada e querida como um coala constipado, Courtney desceu do seu eucalipto para nos entregar mais um grande disco. Quando todas as notas e palavras estão certas, não há como não lhe perdoar o desencanto que agora nos traz.

Temple of the Dog – Temple of the Dog (1991)

Temple of the Dog é o elo perdido que juntou membros dos Soundgarden do que viriam a ser os Pearl Jam. Um disco fundamental para entender a explosão do grunge, poucos meses depois.

“Jesus Christ Pose” – Soundgarden

Canção do Dia: “Jesus Christ Pose” – Soundgarden

Soundgarden – Badmotorfinger (1991)

Na semana em que Cornell partiu, recordamos o primeiro grande disco dos Soundgarden.

Guns N’ Roses: a banda gigante que o mundo esqueceu

Eu Judas Iscariotes me confesso. Porque amei os Guns desalmadamente na minha adolescência e depois os traí por trinta dinheiros. Dêem-me uma corda e uma velha figueira, não sem antes vos contar a minha torpe história. O meu primeiro concerto…

Guns N’ Roses – The Spaghetti Incident? (1993)

Já o ano de 1993 ia bem alto, quando os Guns N’ Roses resolveram voltar a jogo lançando mais um disco, o quinto da sua curta carreira. O que os Guns não sabiam é que a sua actividade até já…

Courtney Barnett – Sometimes I Sit and Think, And Sometimes I Just Sit (2015)

A australiana Courtney Barnett já tinha gravado uns EPs engraçados mas nada nos tinha preparado para a perfeição do seu álbum de estreia, o único este ano capaz de se medir com o luto agridoce de Carrie & Lowell. Tem-se…

Pixies – Doolittle (1989)

Faz hoje um mês que caiu o muro de Berlim, diz o circunspecto locutor da rádio com a sua voz de microfone. Mudas logo a estação que a política faz-te sempre lembrar senadores pedófilos, não sabes bem porquê. Ouves agora…

“What You Do to Me” – Teenage Fanclub

Estamos em ’91, Nevermind acaba de explodir, mas há vida para além do grunge. Os Teenage Fanclub lançam o seu melhor disco: o grande Bandwagonesque. A sua mistura entre melodias doces e guitarras sujas – muito Byrds meet Sonic Youth – é irresistível.…

Chris Cornell e Duff McKagan ajudam a reviver Mad Season

Os Mad Season vão voltar a tocar ao vivo, para um único concerto especial, a 30 de Janeiro. Algo que pareceria impossível tendo em atenção o facto de dois dos quatros membros originais da banda terem falecido, mas que será…

Blur – Modern Life is Rubbish (1993)

A estreia dos Blur não foi a mais auspiciosa. Apesar de estar vários milhões de anos-luz acima de qualquer álbum dos U2, Leisure é apenas o melhor dos discos assim-assim. Os seus singles são uma delícia, mas há falta de…

Canção do Dia: Mad Season – River of Deceit

Corria o ano de 1995 quando os Mad Season deram ao mundo o seu primeiro e único disco, Above. O projecto, visto como um supergrupo de Seattle, foi impulsionado por Mike McCready, dos Pearl Jam, saído fresquinho da reabilitação de…

Musipédia: Nirvana

Se Lennon passou, na altura, o cabo dos trabalhos por ter dito que os Beatles eram mais famosos do que Jesus Cristo, Cobain meteu-se num sarilho maior: tornou-se o próprio Cristo. Um Cristo apunkalhado, é certo, mas os cabelos louros…