“Balada do Louco” – Os Mutantes

Retirada do disco Mutantes e seus Cometas no País dos Baurets, de 1972, este tema é uma ode à loucura, e uma crítica directa à intolerância pelo que é diferente e não normal. Após arranque com uma bela melodia ao…

Jorge Ben Jor || EDP Cool Jazz 2022

Coube a Jorge Ben Joe colocar um ponto final à décima sétima edição do EDP Cool Jazz. O regresso de um dos grandes mestres da MPB fez-se com alguns problemas de som, mas a festa soou bem. “Salve Jorge”, nosso “irmão de cor”!

Tim Bernardes – Mil Coisas Invisíveis (2022)

Ao fim de cinco anos, Tim Bernardes decidiu recomeçar mais uma vez. O recente Mil Coisas Invisíveis traz-nos de volta uma das melhores vozes da atual música popular brasileira. Já serão poucos aqueles que ainda vão tendo reticências em relação a Tim…

“Baby” – Os Mutantes

“Baby” é um clássico.

Tim Bernardes || Centro Cultural de Belém

A noite foi de emoções bonitas, sofridas e caseiras. No “quarto” de Tim Bernardes, passámos a conhecer melhor o seu mundo, todo feito de intimidades, como se se tratasse de um segredo que o músico resolveu partilhar connosco.

Beautify Junkyards – The Invisible World of Beautify Junkyards (2018)

Ao terceiro disco, os Beautify Junkyards não surpreendem e embrenham-se ainda mais nos bosques arcaicos da sua folk outonal.

Vários Artistas – Tropicália ou Panis et Circenses (1968)

Em vez de armas de fogo e repressão, a palavra cantada e a estética acolhedora e fulgurante do amor e da paz.

Sara Não Tem Nome – Ω III (2015)

Já não sei o que nos oferece mais o Brasil de hoje, se jogadores de futebol ao mundo, ou se novos e bons músicos. Os recentes Ronaldinhos e Neymares da MPB vão-se acumulando todos os anos, e ainda bem. As nossas…

Os Mutantes || Armazém F

Estes Mutantes, ao contrário do que muitos pensaram, não são uma banda tributo. O talento, trabalho e juventude impressionante de Sérgio Dias dão autenticidade necessária para não ser apenas uma banda tributo. Os Mutantes não morreram, estão em forma e aconselham-se.

Canção do dia: A Hora e a Vez do Cabelo Nascer – Os Mutantes

Regressemos a Maio de 1972, algures em São Paulo, Brasil. Os Mutantes, de forma quase camaleónica, decidem abraçar o seu lado mais progressivo ao lançarem o seu quinto álbum, Mutantes e os seus Cometas no País dos Baurets. O disco…

Agenda da Semana: 30 Novembro a 6 Dezembro

O maior destaque da semana, e provalvemente também a maior surpresa, é o concerto d’Os Mutantes. A mítica banda brasileira do tropicalismo vem a Portugal pela mão da Associação Nariz Entupido e apresenta-nos dois concertos a não perder, em Lisboa…

Mutantes – A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado (1970)

Um simples disco é também, e necessariamente, as suas capa e contracapa. Pelo menos para mim. É, muitas vezes, o primeiro contacto que tenho com a obra, e a isso nunca fiquei indiferente. O disco enquanto objeto gráfico, enquanto suporte…

Canção do dia: Ando Meio Desligado – Os Mutantes

Era uma vez três jovens brasileiros. Três jovens brasileiros que adoravam música e cannabis; e que decidiram fazer uma banda de garagem chamada Os Mutantes. Em 1970, já com dois álbuns na manga, editaram aquele que foi para mim um…

Canção do dia: Fuga Nº2 – Mutantes

Um dos pontos altos do segundo disco de originais da banda Paulista (Os) Mutantes, é, sem dúvida, a deliciosa “Fuga Nº2”, que foi alvo de de versão, também ela óptima, dos portugueses Beautify Junkyards, no seu primeiro LP. Como já…

Mutantes – Mutantes (1969)

Em 1969, a banda Mutantes (agora grafada assim, sem o artigo Os) lançou o seu segundo longa duração. Depois de terem tocado pela última vez com Caetano e Gil na célebre e polémica atuação da boate Sucata, no Rio de…

Canção do dia: Trem Fantasma – Os Mutantes

É em tom de epopeia carnavalesca que Os Mutantes nos levam numa viagem no “Trem Fantasma”, composta pelo trio brasileiro em colaboração com Caetano Veloso. Quatrocentos cruzeiros levam-nos numa viagem que rumava ao tropicalismo (talvez ainda sem saber). Esta canção faz…

Canção do dia: Bat Macumba – Os Mutantes

“Bat Macumba” é uma canção muito peculiar, uma vez que a leitura dos seus estranhos versos pode ser múltipla, tanto semântica como visual. É um ótimo exemplo de poesia concreta. Macumba, nome de culto sincrético de fortes raízes africanas, é…

Os Mutantes – Os Mutantes (1968)

Caetano Veloso tinha razão ao afirmar, nos últimos segundos da canção “Eles”, que “Os Mutantes são demais!” Agora que o mundo inteiro tem perfeita noção disso, mesmo passados quase 50 anos da referida gravação, a banda que ajudou a revolucionar…