2001: o indie-rock, de Nova Iorque para o mundo

O indie trouxe uma abertura do rock, longe da depressão sisuda do grunge e do purismo clássico. Um estilo capaz de integrar música de dança, tecnologia e electrónica, juntando elementos tão contraditórios como o espírito do punk e o brilho da pop.

Gossip – Standing In The Way Of Control (2006)

Com os Gossip, Beth Ditto torna-se numa deusa improvável, numa explosiva mistura de pós-punk com a dança.

Yeah Yeah Yeahs – Fever to Tell (2003)

Fever to Tell trouxe à onda revivalista rock de início de século um lado mais glam, de artifício e purpurina que as restantes bandas não tinham.

“Zero” – Yeah Yeah Yeahs

Uma banda que tem de voltar e que nunca devia ter cessado ou intervalado a sua atividade. Acreditemos.

“Cheated Hearts” – Yeah Yeah Yeahs

Um dos chavões mais memoráveis de uma época repleta de criatividade.

Yeah Yeah Yeahs – It’s Blitz (2009)

Lançado recentemente, o terceiro álbum dos Yeah Yeah Yeahs, “It’s Blitz” deixa algumas incertezas no ar. E digo incertezas por não conseguir perceber bem o público a atingir por este novo álbum. Para mim os Yeah Yeah Yeahs sempre foram…