Pataca Discos programa Sarau de Reis com cartaz de luxo

A Pataca Discos anunciou que vai organizar o seu Sarau de Reis no próximo dia 6 de janeiro, em Lisboa. Este é o segundo Sarau do género que a editora organiza, depois de ter oferecido o Sarau de Natal de…

Altamont Entrevista: They’re Heading West

Era uma vez quatro amigos, que decidiram formar uma banda para dar concertos com o objectivo de financiar uma viagem à costa Oeste dos Estados Unidos. Assim começaram a tocar todos os meses, primeiro n’A Barraca depois na Casa Independente,…

Altamont Entrevista: Tape Junk

  Os Tape Junk são a criação de João Correia, músico multifacetado e que se desdobra em inúmeras personalidades, seja como baterista ou guitarrista, a acompanhar ou a escrever canções. O Altamont assistiu quase ao nascimento de Tape Junk, num…

Tape Junk lançam novo disco em Abril

Os Tape Junk vão lançar novo disco na Primavera. O que começou ser o projecto a solo de João Correia, dos Julie and the Carjackers, tornou-se agora um grupo que junta a secção rítmica dessa banda – Nuno Lucas (baixo)…

Reportagem: They’re Heading West + Camané + Gui – Casa Independente

Lisboa nunca toma duas vezes banho no mesmo Tejo. Tentamos prendê-la numa foto mas ela, esquiva, foge sempre e no instagram seguinte já não é exactamente a mesma. Veja-se o caso do Largo do Intendente: primeiro, bairro chique da burguesia,…

A NOS Discos é serviço público

A NOS Discos faz serviço público pela música portuguesa. Fomos falar com o diretor artístico Henrique Amaro, analisamos o legado recente da série e revelamos um segredo que deveria ser revelado só em 2015 DJ Ride, Mazgani, Coldfinger, Voxels, Linda…

Reportagem: Black Balloon XVII || Lux

Foi o 40º aniversário daquela manhã primaveril em que a liberdade saiu à rua. No Lux, a festa fez-se com o revisitar do disco que foi revolução antes dela o ser. Os Sobreviventes, disco e manifesto de Sérgio Godinho, foi…

Bruno Pernadas – How Can We Be Joyful In A World Full Of Knowledge (2014)

Qual a melhor forma de sermos felizes num mundo atafulhado de conhecimento? Creio que a resposta só pode ser uma: consumirmos radicalmente menos coisas, saboreando devagar apenas o melhor da vida. Como este disco.