Alexandre R. Malhado
97 Articles0 Comments

Apesar de pinga-amor e bonacheirão, Alexandre José Ribeiro Malhado cresceu saudavelmente na Portela de Sacavém. Cedo lidou com o hino do Benfica e com os discos familiarmente empoeirados e antigos que o fizeram discernir. O Rock ‘n’ Roll do pai, a Soul da Motown da mãe e as modernices do irmão. Os Petrus Castrus, os Whispers e os Pantera conviviam todos alegremente no mesmo gira-discos e, acima de tudo, no universo daquele rapaz pinga-amor e bonacheirão. Hoje, mais graúdo e barbudo, tornou da música e do jornalismo o seu credo. Guitarrista dos Supreme Soul e licenciado em Comunicação Social e Cultural na Universidade Católica Portuguesa, Alexandre augura partilhar a sua nuvem com António Sérgio, Martin Hannett e Frank Zappa no Éden da música. Até lá, continuará a ouvir e a escrever.

Passatempo Altamont: Rama em Flor – dia 9

Entre os dias 7 e 17 de Setembro, Lisboa veste-se de todas as cores. A primeira edição do festival Rama em Flor, organizado pela Maternidade e pela ZDB, trará concertos, debates sobre identidade de género e sexualidade, e filmes sobre activismo…

Canção do dia: Ben Harper – The Three of Us

1993 foi um bom ano. Eu nasci, os Nirvana gravaram o mítico MTV Unplugged, e, sem vergonhas ou pudores, o Benfica chegou à semi-final da Taça dos Campeões Europeus após o histórico 4-4 contra o Bayern Leverkusen. Não vivi o que…

Canção do Dia: Ragged Wood – Fleet Foxes

Se os poetas ultra-românticos do século XIX fossem vivos, será que cantariam as suas contemplações, nostalgias e idealismos em harmonia, envergando flanela de Seattle e ostentando uma barba viril que mascara qualquer excesso de sensibilidade? Questões pertinentes. A solução mais próxima…

Canção do Dia: Colours – Donovan

Bom dia! Acordar de manhã, espreguiçar. Pela tarde, passear. Observar e anotar: há coisas tão bonitas. Donovan queria acompanhar com os seus quatro acordes, e dedilhado à Woody Guthrie, um hino à beleza nas coisas simples. O quão belo é…

Playlist da Semana: 13-06-2016

É oficial: as festas começaram. Com a despedida da Primavera, as brisas acalmam-se e o sol fica mais vaidoso. Lisboa veste-se de Santo António – com sardinhas no prato, cerveja na mão e tonsura no couro cabeludo – e o Porto de…

Canção do dia: Wes Montgomery – While We’re Young

Junho é um mês diferente de todos os outros. Com a despedida da Primavera, as brisas acalmam-se e o sol fica mais vaidoso. Lisboa veste-se de Santo António – com sardinhas no prato, cerveja na mão e tonsura no couro…

Quem quer viver na ilha de Sallim?

Se, há quase três anos, Francisca Salema (“Sallim”) não tivesse mostrado as suas canções a João Marcelo (“Éme”), através do Facebook, existiria hoje Isula, o álbum que promete marcar a música portuguesa neste ano de 2016? Ninguém sabe. Mas foi…

Chinese Democracy. Os milhões gastos, Slash e Buckethead enfurecidos

13 milhões de dólares gastos, 14 anos a ser feito, 3 deuses da guitarra envolvidos – e mesmo assim, um dos discos mais mal amados da discografia dos Guns ‘n’ Roses. São estes os números que  coleccionou Chinese Democracy, o sexto…

Filipe Sambado || Rua das Gaivotas6

fotografia gentilmente cedida por Duarte Coimbra Foi há uma semana, mas ainda ressoa nos ouvidos (e nos sentidos) – nem o sal das gotinhas de chuva que caíram na Rua das Gaivotas6 não quiseram sair da pele. Tudo porque Filipe Sambado tinha uma…

Vida Salgada. O ABC da redenção, segundo Filipe Sambado

Filipe Sambado quer ter, der por onde der, “uma vida condimentada” – e Vida Salgada (2016), o seu disco de estreia, lançado num Domingo de Misericórdia  (dia 3 de abril), é a penitência que liberta um homem que procura “fazer as pazes…

R EVIVAL. A lua de mel de SWEET NICO

3 projetos e 4 discos em 2 anos: foi esta a conta que fez o cinematógrafo e músico David Francisco, mais conhecido por ser cofundador dos UNI_FORM e pelo seu alterego When The Angels Breathe. Incansável por natureza, David prepara-se agora…

Reportagem: Deafheaven || RCA Club

Tudo, até mesmo um riff, está dependente de um contexto. Quem o diz é Kerry McCoy, cofundador dos Deafheaven, que defendeu que “até um riff de Cranberries, ao submeter-se a uma produção tão gelada como a de Burzum, consegue atingir uma atmosfera black metal“.…

Reportagem: Marching Church || ZDB

Raiva, muita raiva. Se punk é subversão e rebeldia, então o punk não morreu – e Elias Bender Rønnenfelt provou na Zé dos Bois o quão vivo está. Em pleno domingo de Óscares, 28 de fevereiro, Elias encheu aquela sala no bairro alto para,…

Os Deafheaven também são TRVE. Hoje, há “New Bermuda” no RCA Club

Odiados e amados pelas mesmas razões, os Deafheaven meteram o dedo na ferida e abalaram o estereótipo respeitante ao Black Metal. A sua sonoridade, que alia a intensidade emocional dos habituais dedilhados post rock, as muralhas de som do shoegaze e os poderosos…

Reportagem: Stephen O’Malley // Process Of Guilt // Filipe Felizardo || Musicbox

Há concertos feitos para um alinhamento enumerado, onde constam canções com principio, meio e fim. O artista interage com os habituais “já não venho a Lisboa há muito tempo. Obrigado por virem” e, no fim, talvez haja um encore com aquela canção…

Rhye no Super Bock Super Rock

Rhye é a mais recente confirmação para a edição de 2016 do festival Super Bock Super Rock. A notícia foi avançada via BandinTown. A banda do canadiano Mike Milosh e do instrumentista dinamarquês Robin Hannibal vai subir ao palco EDP…

Reportagem: Toby Driver || Musicbox

Há homens famintos por criar. Quando esse apetite se cruza com talento, história costuma acontecer – de uma maneira ou de outra. Nesse subgrupo, no que toca à música, está o multifacetado instrumentista norte-americano Toby Driver. Entre os mais de 10…

David Bowie – Low (1977)

Este texto, beneficiado pela historiografia, já conhece o feliz (e recheado) destino artístico de David Bowie – que, mesmo post-mortem, se prolongou. Mas e se, em 1976, a carreira de David Bowie tivesse terminado, afogada pelas mágoas de um casamento…