The Beatles – Let It Be (1970)

Let it be não é o melhor disco dos Beatles, longe disso. Talvez seja, porém, o mais verdadeiro, vulnerável como uma ferida aberta, contraditório como a própria vida.

The Beatles – Beatles For Sale (1964)

Quatro discos em dois anos é motivo para um visível cansaço. Neste álbum os Beatles voltam a fazer versões, começam a escrever temas mais sérios e dão passos para dominar o ambiente do estúdio.

The Beatles – With The Beatles (1963)

Neste segundo álbum os Beatles mostraram que o alarido da “Beatlemania” era justificável. Sem ser inovador, With The Beatles continua a expandir os horizontes e o nível de popularidade estratosférico da banda de Liverpool.

The Beatles – Please Please Me (1963)

O primeiro disco dos Beatles é um bom primeiro esforço por um grupo de miúdos com vontade de vingar e deixa um esboço das qualidades que viriam a tornar os Beatles a banda mais influente do mundo.

Paul McCartney – McCartney (1970)

Paul McCartney procura a sua identidade a solo como músico.

The Beatles – Abbey Road (1969)

Após a turbulência das gravações de Get Back/Let It Be, os Beatles voltam aos seus estúdios preferidos para gravar aquele que seria o seu último disco de originais. Abbey Road é, certamente, o melhor último disco de qualquer banda. A proeza só poderia estar a cabo dos quatro fantásticos de Liverpool.

… And You Will Know Us by the Trail of Dead e o disco que tarda em chegar (mas que vem aí)

Conrad, James, Autry e Aaron contaram-nos acerca de nadar no Tabuão, de sítios para gravar música, de ter quase 60 anos e de andar de um lado para o outro.

The Claypool Lennon Delirium – South of Reality (2019)

South of Reality é um instante de exaltação do espírito, uma alucinação sonora, um entusiasmo pulsante e intenso.

The Beatles – Yellow Submarine (1969)

A banda sonora de Yellow Submarine, só lançada no ano seguinte, é uma mistura de grandes êxitos psicadélicos e arranjos orquestrais de George Martin. A banda, essa, já estava bem longe da beleza e tranquilidade de Pepperland… 

The Beatles – The Beatles [White Album] (1968)

O white album não é só um grande clássico cheio de canções imortais. É o cânone a partir do qual todos os álbuns-duplos são medidos.

Paul McCartney – Egypt Station (2018)

Na tentativa de ganhar visibilidade com os millennials e de não ser barrado à porta de discotecas de famosos, Paul McCartney alia-se aos produtores da moda porém Egypt Station fica muito aquém da qualidade do ex-Beatle.

Jimi e Miles, uma amizade forjada na música

Uma mulher juntou os génios Miles Davis e Jimi Hendrix, numa amizade musical que esteve perto de dar um disco.

Charlotte Gainsbourg – Rest (2017)

A dor e a perda são as pedras de toque de Rest, mas não o suficiente para condenar o álbum ao eventual desconforto da tristeza e da melancolia que essas sensações geralmente implicam. Não é de agora, o ditado: filho…

“A minha fotografia sou eu”: o fabuloso mundo de Linda McCartney

A geração dos sessentas e quem estava à frente da sua cena musical está imortalizada no trabalho de Linda McCartney. É com ele que fazemos este regresso ao passado e parte do nosso amor por esta geração é devido a imagens como as dela.

The Beatles – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967)

Sgt. Pepper foi o auge da excentricidade dos Beatles. Em pleno Verão do Amor de 67, a criatividade da banda de Liverpool levou-os mais longe do que eles próprios, marcando a história da música com um dos melhores e mais complexos álbuns de sempre.

Organizadores do Coachella planeiam melhor cartaz de sempre e já há nomes

  O objectivo para já passa por juntar Paul McCartney, Bob Dylan, The Rolling Stones, Neil Young, The Who e Roger Waters num só festival. Estes são os primeiros nomes adiantados e que os próprios The Who já confirmaram. Roger…

Guns N’ Roses: a banda gigante que o mundo esqueceu

Eu Judas Iscariotes me confesso. Porque amei os Guns desalmadamente na minha adolescência e depois os traí por trinta dinheiros. Dêem-me uma corda e uma velha figueira, não sem antes vos contar a minha torpe história. O meu primeiro concerto…

The Beatles – Rubber Soul (1965)

Foi com Rubber Soul que Paul, John, George e Ringo se catapultaram para a outra margem, para um mundo desconhecido que haviam de pavimentar para outros atos futuros.