The Human League – Dare! (1981)

Dare! foi um disco que poderia não ter acontecido. Nasceu de uma abrupta fuga para a frente, evitando o fim precoce da banda. A vida tem destas coisas, e entre o céu e o inferno, Phil Oakey garantiu o paraíso.…

Neu! – Neu! 75 (1975)

Neu! 75, terceiro álbum do duo de Dusseldörf, é a sua incontestável obra-prima. Contemplativa no lado A, mas zangada no lado B, lança pistas em todas as direcções. Um farol para a música ambiente e para o pós-punk.

Há um novo festival em Portugal. Chama-se Kalorama e vai trazer Arctic Monkeys

Primeira edição do festival Kalorama Lisboa está prevista para Setembro de 2022 e vai trazer Arctic Monkeys.

Playlist da Semana: Ego trip, cabedal, óculos escuros e um clube espelhado – uma viagem

Nesta playlist oferece-se um bilhete de ida para as sonoridades mais obscuras.

10 000 Russos – Superinertia (2021)

O trio portuense tem novo disco. É forte, poderoso e não brinca em serviço. Ouvir Superinertia de fio a pavio é obra. E a obra, de facto, é tão bem feita que merece aplausos vigorosos. Dão pelo nome de 10…

New Order – Power Corruption and Lies (1983)

Os New Order a mostrarem-se ao mundo, já libertos dos Joy Division, com uma nova face e uma nova sonoridade. As pessoas que vivem música como as que escrevem aqui no Altamont também são pessoas e, como tal, também têm…

Grimes – Visions (2012)

É na celebração do artificial e do sintético que Grimes faz a sua pop; a tecnologia não como uma ameaça distópica mas como um paraíso de possibilidades infinitas. A geração smartphone a jogar finalmente em casa.

“Tour de France Étape 1” – Kraftwerk

A banda sonora perfeita para uma viagem de 2h30 de bicicleta pelo interior – não da França, mas – da Holanda.

Metronomy – Metronomy Forever (2019)

Tudo o que encontramos aqui são melodias bonitas, electrónica vintage com groove e a elegância que advém da total despretensão.

Kraftwerk || EDP Cool Jazz 2019

Foi excelente o concerto dos Kraftwerk! Terminou em grande mais uma edição do EDP Cool Jazz!

Vem Aí Festival: EDP Cool Jazz 2019

O EDP Cool Jazz regressa a Cascais para mais uma edição (a 16ª), que decorrerá neste mês de julho. Muitos e bons concertos, muita e boa música à beira-mar.

Harmonia – Deluxe (1975)

Revisitar Deluxe, dos alemães Harmonia, é sempre um grade acontecimento! O disco resume bem um certo tipo de krautrock feito nos anos 70 e continua a mostrar intactos todos os seus múltiplos predicados. É, na verdade, um luxo!

Orchestral Manoeuvres in the Dark – Dazzle Ships (1983)

Teria sido muito mais simples e fácil que a dupla Andy McCluskey e Paul Humphreys continuassem na mesma linha de temas como “Souvenir” ou “Joan of Arc (Maid of Orleans)”, mas os artistas têm destas (boas) coisas, como manias, birras que fazem e que muitos não entendem.

Kraftwerk – Trans-Europe Express (1977)

A obra-prima dos Kraftwerk. Afinal, é possível fazer poesia com máquinas.

Thomas Dinger – Für Mich (1982)

Thomas Dinger lançou Für Mich em 1982. Insatisfeito com o temperamento do seu irmão mais velho (o mítico Klaus Dinger), resolveu fazer um disco “para si”. Nós ainda hoje lhe agradecemos esse feito.

Orchestral Manoeuvres In The Dark – The Punishment of Luxury (2017)

Esperava mais e melhor deste regresso dos Orchestral Manoeuvres In The Dark. Mas Andy McCluskey e Paul Humphreys não me fizeram a vontade, seguindo um caminho que não lhes assenta bem.

Festival Neopop anuncia Kraftwerk e Moderat

Grupo lendário e pioneiro da música electrónica está de regresso ao nosso país

Flotus – Lambchop (2016)

Este disco pode ser a cura de todos os males. Dita assim, a frase encerra uma verdade tão absoluta que nem mesmo alguma desonestidade que nela vai expressa lhe retira o essencial: o novo disco dos Lambchop veio para nos…