Canção do dia: Wes Montgomery – While We’re Young

Junho é um mês diferente de todos os outros. Com a despedida da Primavera, as brisas acalmam-se e o sol fica mais vaidoso. Lisboa veste-se de Santo António – com sardinhas no prato, cerveja na mão e tonsura no couro…

Kodian Trio – I (2016)

Não é possível definir, em concreto, uma fórmula específica para a música improvisada. Seria minimamente correcto chamar-lhe “liberdade” musical: mas até essa simples palavra pode ter inúmeras definições. Uma pessoa nascida na Noruega não terá, por exemplo, o mesmo conceito…

Canção do dia: Rememory – Donnie Trumpet & the Social Experiment

Antes de Surf, álbum de estreia deste conjunto de “músicos boémios”, sair, algures em maio do ano corrente, ninguém sabia muito bem o que esperar. Os detalhes eram poucos; para além de ser uma banda composta pelo trompetista Nico Segal (nome civil de…

Reportagem: The Young Mothers || Jazz em Agosto

Ano após ano o Jazz em Agosto consegue sempre, mas sempre surpreender os mais incautos, que vão a pensar que vão ver um mero concerto de jazz. Não desvalorizando, claro, com aquele “mero” na frase ali atrás, o que é…

Kamasi Washington – The Epic (2015)

The Epic é um dos melhores discos de jazz que 2015 viu nascer.

Canção do Dia: Giant Steps – John Coltrane

É uma tempestade, um terramoto, um furacão, um arrastar de instrumentos liderados na luta pelo saxofone colado aos lábios do mestre. “Giant Steps” abre o disco do mesmo nome – disco esse de um dos maiores monstros do jazz, John…

Tyler, The Creator – Cherry Bomb (2015)

“Eu sou inteligente. Sou brilhante. Sou irritante e desagradável. Sou muito criativo e um génio sem limites. Sou, também, curioso e não tenho medo de explorar e fazer perguntas. E acho que as pessoas estão a começar a ver essas…

Matthew E. White – Fresh Blood (2015)

Fresh Blood, o segundo disco de Matthew E. White, é uma das maravilhas que este ano já trouxe. Façamos uma breve apresentação do sr. White: 32 anos, nascido em Richmond, Virginia, amante do jazz, da soul, do gospel e do…

Miles Davis – Kind of Blue (1959)

Qual é o segredo de Kind of Blue? Porque é que é que quando inspeccionamos a colecção de discos dos nossos amigos ele está sempre lá e se não estiver deixam logo de ser nossos amigos? Porque é que a…

Playlist da Semana: 05-01-2015

Vale tudo no Jazz. Valem cornetas e pandeiretas, valem gargantas e dedos, valem metais e cordas. Valem silêncios e arruaças. Se no Jazz vale tudo porque não aproveitar a diversidade e liberdade que deixam debaixo do mesmo chapéu Elvin e…

Reportagem: Wayne Shorter || CCB

Antes: saber que vou ouvir e ver (a ordem verbal é a mais correta, mas a inversa também poderia ser absolutamente verdadeira) uma lenda viva da música deste e do século anterior é algo que me deixa nervoso e inquieto.…

John Coltrane – A Love Supreme (1965)

Fechem os olhos, pensem em tudo aquilo que ouviram e sentiram e, se for caso para isso, voltem a pôr o disco do princípio.

Dylan Howe – Subterranean: New Designs On Bowie’s Berlin (2014)

Isto de se ser filho de um músico famoso, tem os seus custos. Se nos referirmos a Dylan Howe, é mais do que certo que a primeira coisa que vem à cabeça daqueles que sabem algo sobre música, é o…

Incubadora Altamont: Subis

Os Subis são uma banda composta por João Pedro Silva (baixo e voz), Pedro Biscaia (guitarra, voz e piano) e Rui Cabral (bateria, voz, trompete e melódica). Anteriormente conhecidos como “Os Subitchitchilos”, os Subis deram os seus primeiros passos no…

Fotoreportagem: Sun Ra Arkestra || B.Leza

Reportagem fotográfica do concerto de Sun Ra Arkestra no B.Leza. (Fotos: Bruno Fonseca)

Reportagem: Akira Sakata & Giovanni di Domenico || Culturgest

Akira Sakata e Giovanni Di Domenico subiram ao palco do pequeno auditório da Culturgest, porque o Pedro Costa continua a perguntar: Isto é Jazz? A culpa não é só deste ciclo comissariado por ele, mas também da MBari, que editou…

No Ouvido: John Surman & Jack DeJohnette – The Amazing Adventures of Simon Simon (1981)

Foi há poucas semanas que este disco entrou na minha vida. Que momento arrepiante! Um milagre! É em instantes semelhantes a esse que damos conta da enorme imensidão de coisas que desconhecemos, e que se assim não fosse, as nossas…