Duran Duran – Rio (1982)

Alguém disse que o primeiro dever da pop é capturar o presente e Rio grita “1982!” a cada instante.

MGMT – Little Dark Age (2018)

Ao quarto disco, os MGMT regressam à acessibilidade pop da sua estreia, namorando com o mainstream electro dos anos 80. Podem não ser hoje tão relevantes, mas uma macheia de canções pop quase perfeitas, isso já ninguém nos pode tirar.

Orchestral Manoeuvres In The Dark – The Punishment of Luxury (2017)

Esperava mais e melhor deste regresso dos Orchestral Manoeuvres In The Dark. Mas Andy McCluskey e Paul Humphreys não me fizeram a vontade, seguindo um caminho que não lhes assenta bem.

Eagles of Death Metal – Zipper Down (2015)

Num novelo de riffs pesados e devassa moral, os Eagles of Death Metal mantêm-se fiéis a si mesmos. Jesse “The Devil” Hughes e Josh Homme regressaram a este que muitos consideram, erradamente, um projecto paralelo de Queens of The Stone…

Brandon Flowers – The Desired Effect (2015)

Brandon Flowers é e será sempre conhecido por ser o vocalista dos Killers, que há mais de 10 anos surgiram em cena com Hot Fuss, que prometeu uma banda para cruzar, com qualidade e entusiasmo, o rock, o pop e…

ABC – The Lexicon Of Love (1982)

Escrever sobre The Lexicon of Love, dos ABC, é um exercício misto de nostalgia e prazer. A razão, se apenas uma houvesse, seria fácil de explicar, mas nem tudo é tão simples assim. O disco saiu em 1982 e nessa…

Guta Naki – Perto Como (2014)

Quando ouvi pela primeira vez o nome Guta Naki pensei que se tratava de mais uma daquelas comidas japonesas esquisitas que se comem com gengibre e wasabi. Depois descobri que se tratava de uma banda mas continuava a imaginá-los de…

Mler ife Dada: Coisas que Fascinam (1987)

Os anos 80, em Portugal, trouxeram algumas coisas que se destacaram pela sua originalidade: pensemos em Mão Morta, pensemos em Heróis do Mar, pensemos em António Variações, pensemos em Pop Dell’Arte, pensemos até nos Ena Pá 2000. Mas, para mim,…