Joana Canela
83 Articles0 Comments

Saí para o mundo em 91. Licenciei-me em Jornalismo e andei por aí a fazer coisas até um dia ter percebido que o que queria mesmo fazer da vida era escrever sobre música. Porque a vida não teria metade da intensidade se não tivéssemos uma banda sonora constante. É tão bom ser compreendida assim e poder compreendê-la também. De bloco de notas na mão e mochila às costas a pensar que a vida é só rock'n'roll.

The Beatles – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967)

Sgt. Pepper foi o auge da excentricidade dos Beatles. Em pleno Verão do Amor de 67, a criatividade da banda de Liverpool levou-os mais longe do que eles próprios, marcando a história da música com um dos melhores e mais complexos álbuns de sempre.

Super Bock Super Rock: há novidades no cartaz e no festival

Super Bock Super Rock: há novidades no cartaz e no festival

José Gonzalez || Aula Magna

José González é um nome que já nos é familiar, mas é a sua voz que torna inconfundível. Dois anos volvidos desde o lançamento do último álbum Vestiges & Claws, que serviu de desculpa à sua anterior passagem pela capital, o músico regressou na quarta-feira passada a Lisboa para uma noite de casa quase-cheia na Aula Magna.

Surgindo tímido e desacompanhado, González esclareceu desde o início a diferença entre a concepção cliché do “gajo com a guitarra” e o artista singelo, fugindo sorrateiramente a esse estilo pré-definido. Pois bem, o também membro dos Junip não é um gajo qualquer: o seu característico tenor sussurrado e os seus acordes doces (ocasionalmente a fazer lembrar a densidade da guitarra de Norberto Lobo, por exemplo) disputam assim os corações do público mas é a fusão dos dois que o retira da lista de lugares-comuns da música.

O repertório escolhido não mostrou preferências entre álbuns, houve um pouco do mais recente, um tanto ou quanto de In Your Nature e um outro tanto de Veneer, o mais velhinho dos três LPs. Mas acabou por ser o público a decidir, com base nas mais audíveis reacções, que seriam Crosses ou Killing For Love, a par e par com as covers Heartbeats (The Knife) e Teardrop (Massive Attack), as últimas já reservadas para o encore.

Entre as faixas do alinhamento, é possível que alguém se perca entre sonoridade demasiado semelhantes, mas é também inegável a capacidade dessas mesmas canções guiarem os transeuntes do espectáculo por cenários idílicos, numa escuridão diferente da que cai sobre a Aula Magna. Aliando a sua herança sueca e a sua influência da Argentina (país de onde saiu com apenas um ano de vida), Gonzalez faz música embebida em memórias – suas e de outros passageiros desta vida. Talvez por isso, neste caso específico, o preferisse antes ver num contexto de festival (e acho que nem nunca preferi tal coisa), mas apenas para o poder ouvir num final de uma tarde de verão, arrefecida pelo pôr-do-sol.

Há uma quantidade generosa de engenho que o músico deposita na sua arte. E é assim, com maturidade nas suas palavras e doçura nas cordas, que José González nos proporciona uma noite nostálgica, que nunca chega a ser triste, porque temos sempre a sua voz para nos reconfortar.

De Lisboa para o mundo: o Lisbon International Music Network

A acontecer a 1 e 2 de Junho, o MIL define-se como um ponto de encontro entre profissionais do mundo da música, com foco em fomentar o intercâmbio de artistas.

IndiebyNight arranca sexta-feira: eis o programa

O festival IndieLisboa só chega a 4 de Maio; enquanto isso, a festa começa amanhã com Pop Dell’Arte e só acaba a 13 de Maio.

Lisboa Electrónica, o festival que coroa a música portuguesa

Nos dias 12 e 13 de Maio, no Lx Factory, o Lisboa Electrónica propõe-se a fazer uma mostra de editoras e artistas emergentes da cena electrónica, sempre com o foco no nacional.

Russian Circles || RCA Club

Os norte-americanos Russian Circles honraram Lisboa com uma canção homónima, e para comemorá-la e ao disco de que ela faz parte, um concerto. Ou será que lhe devemos chamar experiência imersiva dos translúcidos mares do post-rock da qual nunca queremos voltar à tona?

Black Bombaim // Killimanjaro || Musicbox

Duas das melhores amostras do cardápio nacional juntaram-se no passado Sábado no Musicbox: Um espectáculo imersivo e catártico, capaz de despertar qualquer alma rockeira do coma.

Rodrigo Amarante || Teatro Tivoli

Depois de muitos encontros com Lisboa e Porto, Rodrigo Amarante aventurou-se pela primeira vez numa digressão pelo país. Com partida de Lisboa, a rota de concertos continua por Faro, Leiria, Aveiro e Braga. Mas desta vez, ao contrário das últimas…

Moderat – III (2016)

Gosto da ideia conceptual de viver com uma banda sonora. Afinal de contas, a música é uma companhia imaterial que se manifesta fisicamente. Existe todo um jogo sensorial entre notas e receptores do nosso corpo, o que explica os diferentes…

Reportagem: Cícero || Estúdio Time Out (Mercado da Ribeira)

Cícero tem o dom da palavra. A língua é a mesma, mas vem do Brasil, e ele manuseia-a com perícia, recitando, cantando, cativando. Assim aconteceu no Estúdio Time Out, na sua quarta visita ao país, mas a primeira vez com…

Reportagem: Jameson Urban Routes || Musicbox – Dia 30

Em véspera de Noite de Bruxas, o Musicbox aderiu a outros rituais, desta vez cantados em francês. Prosseguindo o alinhamento do Jameson Urban Routes, foram os jovens La Femme a esgotar (e com alguma rapidez) a sala de concertos do…

Reportagem: Reverence Festival Valada

O Reverence Valada não é um qualquer festival de verão. É algo muito mais parecido com uma experiência multi-musical, um verdadeiro estudo de caso sobre as subculturas mais ‘underground’ da nossa sociedade, todas concentradas na capital do rock psicadélico –…

Reportagem: Mono || RCA Club

Tomando o tempo como desculpa, escrevo este texto com uma marca mais pessoal do que o costume. A marca de quem se manteve numa abstinência criativa durante um período demasiado longo de tempo. Por isso urge em mim a necessidade…

Alt-J – This Is All Yours (2014)

Em 2012, os Alt-J foram vítimas de um hype não-induzido com o seu álbum de estreia An Awesome Wave, vencedor do Mercury Prize, o prémio que elege o disco do ano no Reino Unido e Irlanda. Com uma sonoridade nova…

Altamont Entrevista: Men Eater

Em 2012, os Men Eater despediram-se dos palcos e avançaram para outros caminhos. Dois anos depois, aceitaram inesperadamente um convite da Rock Monster para actuar no Musicbox, e decidiram reunir a formação original para concretizar a imortalidade de Hellstone, o…

Altamont Entrevista: The Telescopes – Especial Reverence Festival Valada

Os The Telescopes foram os protagonistas da primeira edição das Cartaxo Sessions, ainda no ano de 2012. Agora não podiam deixar de fazer parte do festival Reverence Valada e ainda aproveitaram a ocasião para tocar em Lisboa, um dia antes,…

Altamont Entrevista: Linda Martini

Um tributo a António Variações foi a primeira desculpa para levar os Linda Martini ao Rock in Rio, mas eles também ficavam bem no Palco Vodafone. Por isso, Roberta Medina convidou-os a tocar a 1 de Junho, dia em que…