Boogarins – Sombrou Dúvida (2019)

Os Boogarins estão mais complexos, mais labirínticos, mais escuros.

“A Short Term Effect” – The Cure

“Short Term Effect” é uma viagem irreal, com os seus ecos, a sua guitarra arabesca e onírica à Hendrix, as suas dissonâncias e distorções fantasmagóricas.

“Dark Star” – Grateful Dead

Requintado e sonhador, é como soaria A Love Supreme se Coltrane tomasse mais LSD.

Can – Tago Mago (1971)

Os Can são a típica banda krautrock: eruditos e libertários, fazendo filtros para os joints com as pautas do Conservatório.

Madrepaz – Bonanza (2018)

Um ano depois do disco de estreia, a confirmação com Bonanza: os Madrepaz são uma das bandas mais interessantes do panorama musical nacional

Quando Hendrix queima a guitarra

Porque precisamos de deuses e de mitos, Hendrix sacrificou-se por nós, imolando a sua guitarra no fogo de Monterey.  Nesse instante, tornou-se eterno.

Marvel Lima – Marvel Lima (2016)

MAR-VEL-LI-MA. Decorem já o nome esquisito que estes putos de Beja são maravilhosos. A sua essência é o rock psicadélico vintage, mas, em vez de serem mais um clone dos Tame Impala, têm uma identidade muito própria, temperando a viagem psicotrópica com funk e sabores latinos.

Good Times Bad Times: Ascensão e queda dos gigantes Led Zeppelin

A banda que inventou o rock moderno: musculado, centrado nos riffs e jogando habilmente com os contrastes leve-pesado. A alma do blues levada até às suas últimas consequências.

O Nó – EP1 (2015)

Confessemos, não sabemos grande coisa acerca de O Nó. É um grupo brasileiro, de São Paulo, que acaba de gravar e lançar digitalmente as primeiras cinco músicas, agrupadas neste singelamente intitulado EP1. Os quatro rapazes –  Alexandre Ferlauto, Matheus Perelmutter, Mateus Bentivegna…

Supercordas – Terceira Terra (2015)

Os Supercordas são mais um tesouro do Brasil, e uma pérola ainda praticamente desconhecida em Portugal. Integram genericamente a vaga do rock psicadélico brasileiro, mas na verdade são anteriores a fenómenos como os extraordinários Boogarins, tendo sido inclusivamente uma das…

Boogarins – Manual (2015)

Quando, há dois anos, ouvimos As Plantas Que Curam, o disco de estreia dos Boogarins, os nossos braços e os nossos corações abriram-se irremediavelmente a estes brasileiros de Goiânia. Nesse álbum, o rock psicadélico vindo de onde menos se esperava…

Boogarins voltam aos discos com “Manual”, a 30 de Outubro

Os brasileiros Boogarins já fixaram data para o novo capítulo da sua história. A 30 de Outubro é editado o sucessor do magnífico As Plantas Que Curam, de 2013. O novo disco, que sairá pela Other Music, chama-se Manual, ou…

Altamont Entrevista: Bonifrate

Há poucas semanas, apresentámos o brasileiro Bonifrate ao público português, na tentativa de fazer luz sobre um dos projectos mais interessantes da música brasileira contemporânea. Entre a folk e o psicadelismo, influência assumida pelos mais jovens Boogarins, Pedro Bonifrate é…

Bonifrate: Está preparado para viajar?

Bonifrate: Está preparado para viajar?

Ty Segall – $ingle$ 2 (2014)

Numa das últimas edições da sempre boa revista Mojo, Ty Segall afirma, candidamente: «o meu objectivo é fazer merdas esquisitas e ver o que acontece». De facto, Segall não pára e é quase impossível – e até inútil – tentar catalogá-lo, inseri-lo…

Tame Impala e Pond lançam novos discos este ano

Boas notícias vindas da Austrália. 2015 verá a edição de dois discos muito aguardados: fresquinhos dos Tame Impala e da sua “banda-gémea”, os Pond. A notícia foi dada pelos agentes das bandas, que não dão mais pormenores de datas ou…

“Roller Coaster” – The 13th Floor Elevators

Canções hipnóticas como esta «Roller Coaster», cujo transe é induzido pela repetição, foram incrivelmente influentes.

Wildest Dreams – Wildest Dreams (2014)

Pode o disco rock do ano ter sido feito por um Dj? Pode bem ter acontecido. Vamos por partes. DJ Harvey, o nome pelo qual é mais conhecido o britânico Harvey W Bassett, é um nome estabelecido entre os gurus…