King Gizzard & The Lizard Wizard – Butterfly 3000 (2021)

O décimo-oitavo disco dos King Gizzard & the Lizard Wizard, Butterfly 3000, é dominado por sintetizadores, arpejos orientais e um psicadelismo saltitante e feliz. Mais um tiro certeiro, para não variar.

Love – Da Capo (1966)

O segundo álbum dos Love, Da Capo, é psicadélico mas realista, doce e zangado ao mesmo tempo.

Altin Gün – Yol (2021)

Holandeses e turcos vão do funk ao rock psicadélico, passando pelo disco, num álbum viciante e que nos faz mexer irresistivelmente Os Altin Gün são uma bizarria retro mas que só podiam ser deste tempo. São de Amesterdão, fundados pelo…

Cory Hanson – Pale Horse Rider (2021)

O tom é lento, arrastado, lânguido, com a paisagem a revelar-se sem pressas à nossa frente, sem brusquidão ou violência.

King Gizzard and the Lizard Wizard – L.W. (2021)

L.W. é mais um óptimo disco a provar que os King Gizzard são a banda rock mais excitante da actualidade.

Unknown Mortal Orchestra – Unknown Mortal Orchestra (2011)

Associados à nova vaga psicadélica, os UMO sempre foram, porém, um bicho diferente: mais originais, com pouca pachorra para os lugares comuns do acid rock.

The Byrds – Fifth Dimension (1966)

O disco que inventou o rock psicadélico. Uma síntese inspiradora entre sensibilidade pop e experimentalismo.

Pela estrada fora, ao som das guitarras de Brown Acid

Cada volume da série Brown Acid é uma trip por si mesma.

Boogarins – Sombrou Dúvida (2019)

Os Boogarins estão mais complexos, mais labirínticos, mais escuros.

“A Short Term Effect” – The Cure

“Short Term Effect” é uma viagem irreal, com os seus ecos, a sua guitarra arabesca e onírica à Hendrix, as suas dissonâncias e distorções fantasmagóricas.

“Dark Star” – Grateful Dead

Requintado e sonhador, é como soaria A Love Supreme se Coltrane tomasse mais LSD.

Can – Tago Mago (1971)

Os Can são a típica banda krautrock: eruditos e libertários, fazendo filtros para os joints com as pautas do Conservatório.

Madrepaz – Bonanza (2018)

Um ano depois do disco de estreia, a confirmação com Bonanza: os Madrepaz são uma das bandas mais interessantes do panorama musical nacional

Quando Hendrix queima a guitarra

Porque precisamos de deuses e de mitos, Hendrix sacrificou-se por nós, imolando a sua guitarra no fogo de Monterey.  Nesse instante, tornou-se eterno.

Marvel Lima – Marvel Lima (2016)

MAR-VEL-LI-MA. Decorem já o nome esquisito que estes putos de Beja são maravilhosos. A sua essência é o rock psicadélico vintage, mas, em vez de serem mais um clone dos Tame Impala, têm uma identidade muito própria, temperando a viagem psicotrópica com funk e sabores latinos.

Good Times Bad Times: Ascensão e queda dos gigantes Led Zeppelin

A banda que inventou o rock moderno: musculado, centrado nos riffs e jogando habilmente com os contrastes leve-pesado. A alma do blues levada até às suas últimas consequências.

O Nó – EP1 (2015)

Confessemos, não sabemos grande coisa acerca de O Nó. É um grupo brasileiro, de São Paulo, que acaba de gravar e lançar digitalmente as primeiras cinco músicas, agrupadas neste singelamente intitulado EP1. Os quatro rapazes –  Alexandre Ferlauto, Matheus Perelmutter, Mateus Bentivegna…

Supercordas – Terceira Terra (2015)

Os Supercordas são mais um tesouro do Brasil, e uma pérola ainda praticamente desconhecida em Portugal. Integram genericamente a vaga do rock psicadélico brasileiro, mas na verdade são anteriores a fenómenos como os extraordinários Boogarins, tendo sido inclusivamente uma das…