NOS Alive 2022 – Dia 1

Foi forte o arranque do NOS Alive. O destaque recaiu claramente para o rock, e ainda bem. Os reis da festa (The Strokes) fizeram um digno concerto, com ótimos momentos, algumas falhas, mas sempre com a atitude certa.

Balthazar – Sand (2021)

O quinto álbum dos Balthazar  apresenta-nos uma sonoridade dançável, entre o rock e a disco.

Tame Impala – The Slow Rush (2020)

O ímpeto rockeiro da adolescência já passou. Os Tame Impala estão a cada disco mais maduros e moderados.

Não tenhas vergonha, eu também gosto de disco sound

Bonita a história do nascimento, morte e ressurreição do género musical mais odiado de todos os tempos. Nós gostamos de disco e explicamos porquê.

Metronomy – Summer 08 (2016)

Fazer do desalento uma pista de dança é o saboroso segredo de Metronomy.