Diogo Barreto
110 Articles1 Comments

“Since I’ve Been Loving You” – Led Zeppelin

O blues fica ainda mais majestoso nas mãos destes senhores. 

Medeiros/Lucas – Sol de Março (2018)

Apesar de continuarem a cantar a tradição açoriana, em Sol de Março Pedro Lucas e Carlos Medeiros fazem um piscar de olhos a África e à Europa, porque cantar e experimentar continua a não incomodar a dupla.

“Pronúncia do Norte” – GNR

Os GNR chamam uma das maiores guardiãs da tradição oral portuguesa – a incrível Isabel Silvestre – e com ela gravam um hino de amor ao Norte.

“Video Maria” – GNR

É profano? Sim. É provocatório? Confere. Tem sensualidade? Aos montes.

GNR – Valsa dos Detectives (1989)

No geral, é Valsa dos Detectives um disco mau? Não. Simplesmente é o menos bom dos cinco que a banda editou na década de 1980.

“Lonely World” – Moses Sumney

Ser Sumney não é para quem quer, mas sim para um predestinado chamado Moses.

“All Delighted People” – Sufjan Stevens

All Delighted People é música para se ouvir mil e uma vezes no carro.

“Ain’t Got No, I Got Life” – Nina Simone

Tudo o que não temos é compensado por outras que temos. Ou não será bem assim?

“Jeremias, o fora da lei” – Jorge Palma

A saga de Jeremias, o famigerado fora da lei.

Playlist da Semana: Ao vivo em Portugal

Um retrato do que é o 2018 em Portugal, no que a concertos diz respeito.

“Canto Moço” – Zeca Afonso

Recordemos Zeca na canção do dia Altamont.

“Wait For Her” – Roger Waters

“Wait for Her” é uma canção de amor em tempos da guerra.

Pink Floyd – The Division Bell (1994)

The Division Bell é um pastiche interminável (na verdade tem 66 minutos) que representa a maior nódoa no currículo dos Pink Floyd. Ainda pior do que A Momentary Lapse of Reason.

John Parish vem ao Porto e a Lisboa apresentar o seu filme

John Parish, compositor, músico e produtor que colabora frequentemente com PJ Harvey, vai apresentar em Portugal o filme-concerto, Screenplay.

Marlon Williams – Make Way For Love (2018)

O que é que cada um faz quando o mundo o virou ao contrário, o atirou ao chão, lhe pontapeou a cabeça e lhe cuspiu em cima?

“Naima” – John Coltrane

Santo Coltrane: mais do que um músico, mais do que um homem, mais do que um génio que dá passos de gigante.

“Even in His Youth” – Nirvana

5 de Abril de 1994. Kurt Cobain suicida-se na sua casa em Seattle. Tinha 27 anos liderava a maior banda de Rock dos anos 90, os Nirvana, e foi o porta-voz de uma geração . Milhões de miúdos e milhares de…

“I Just Want to Make Love to You” – Muddy Waters

Cheira a desespero por todos os dois minutos e cinquenta segundos. Desespero do bom, mas mesmo bom!