The Pretty Things || Sabotage Club

Injustamente esquecidos pela História, os Pretty Things deram um concerto inesquecível e demonstraram que não é só a fama, dinheiro, cliques e visualizações que ditam a qualidade.

Roger Daltrey – As long as I have you (2018)

O eterno vocalista dos The Who traz-nos um conjunto de versões influenciado pelas suas referências R&B do início da sua carreira.

Mac McCaughan (Superchunk): a comédia como solução

Falámos de tudo: comida, angústia, dos Superchunk e Portastatic, e de muita comédia – como The Best Show e dos gostos pessoais do Mac, cuja relação com o humor é de grande proximidade.

Sunflower Bean: antes dos vinte-e-dois, em castanho

Os Sunflower Bean falaram do incrível “Human Ceremony”, do tempo, de ser fãs dos clássicos, do ano de 2013, de que música devemos dar a crianças, de quantos concertos tocaram e de ser a banda mais fixe que há.

Quando Hendrix queima a guitarra

Porque precisamos de deuses e de mitos, Hendrix sacrificou-se por nós, imolando a sua guitarra no fogo de Monterey.  Nesse instante, tornou-se eterno.

Ópera Tommy de novo em palco

A mítica banda The Who anunciou recentemente que irá tocar, na íntegra, a igualmente mítica ópera Tommy, que surgiu há já 47 anos e que há 28 não era levada ao palco. A apresentação pública terá lugar no Royal Albert…

Organizadores do Coachella planeiam melhor cartaz de sempre e já há nomes

  O objectivo para já passa por juntar Paul McCartney, Bob Dylan, The Rolling Stones, Neil Young, The Who e Roger Waters num só festival. Estes são os primeiros nomes adiantados e que os próprios The Who já confirmaram. Roger…

Do Mississippi a Chicago: o apogeu da história do blues

No delta do Mississippi da viragem do século XX, a extrema pobreza, as condições de trabalho duríssimas nas plantações e um abjecto regime de segregação racial criaram o caldo de sangue e de lama onde o blues rapidamente medrou. Pouco…

The Who pretendem reeditar toda a discografia em vinil

A banda inglesa The Who irá reeditar toda a sua discografia em vinil. A partir de 23 de Março, os onze discos de estúdio da banda estarão disponíveis para compra, em vinil de 180 gramas. A banda de Pete Townshend…

The Rolling Stones Rock and Roll Circus (1996)

Rock and Roll Circus chega-nos como um número musical disfarçado de circo em que cada banda ou músico aparece a fazer o seu número. Os artistas deste circo sui generis eram nada mais nada menos que Jethro Tull, The Who, Taj Mahal, a bela Marianne Faithfull e uma banda desconhecida de seu nome Dirty Mac, liderada por John Lennon, contando ainda com Eric Clapton, Mitch Mitchell, baterista de Jimi Hendrix, Keith Richards e Yoko Ono.

Canção do Dia: The Who – My Generation

  Nos anos 60 o conflito ideológico era também geracional: a contracultura era jovem e definia-se por oposição ao establishment anacrónico dos mais velhos. Nenhuma outra canção expressou esta generation gap de uma forma tão incisiva: “I hope I die…

The Who e Suede preparam novos álbuns

No quinquagésimo aniversário dos The Who, o vocalista da icónica banda britânica revelou à revista NME que o guitarrista Pete Townshend, a quem se juntará, está já a dar passos para um novo disco, oito anos depois de Endless Wire.…

Miles Kane – Don’t Forget Who You Are (2013)

Admito que Miles Kane não me cativou ao primeiro ouvir. Nem ao segundo, nem talvez ao terceiro. Acho que eu e ele temos uma história de amor/ódio difícil de explicar. O seu álbum de estreia a solo, Colour Of The…

The Fiery Furnaces – Gallowsbird’s Bark (2003)

Se o termo punk progressivo não existia nos dicionários da música, então os Fiery Furnaces inventaram-no e com mestria. A banda, composta pelos irmãos Matthew e Eleanor Friedberger, cedo começou a desenvolver o gosto pela música, muito pela influência da…

The Zombies – Odessey & Oracle (1968)

Ele há coisas assim. Por vezes, quando já não pomos pressão numa coisa porque sabemos que a partir daí seguiremos outro rumo, acontece exactamente o oposto do que se passaria se estivéssemos a dar o máximo. Este Odessey & Oracle…

Green Day – American Idiot (2004)

Confesso que sempre gostei de Green Day. Desde os tempos do Dookie que sempre lhes conferi algo de especial. No entanto, após Nimrod, também confesso que pensei que acabariam por perder-se, engolidos por outra geração, a exemplo de outras bandas…