Tame Impala – The Slow Rush (2020)

O ímpeto rockeiro da adolescência já passou. Os Tame Impala estão a cada disco mais maduros e moderados.

Donny Benét e a procura do amor nos sítios errados

Numa conversa de duas partes numa só, Donny falou connosco acerca dos sítios onde se pode encontrar o amor.

The Divine Comedy – Office Politics (2019)

“Office Politics” retrata, com humor, a vida num qualquer escritório. Tem amor, tecnologia, humor e o habitual refinado bom gosto pop de Neil Hannon. Os Divine Comedy estão de volta.

Parcels – Parcels (2018)

No seu disco de estreia os Parcels revelam-nos a sua aptidão para escrever músicas destinadas a ficar presas nos nossos ouvidos para sempre e uma afinidade particular para emular o espírito do passado.

Travis Scott – ASTROWORLD (2018)

A promessa estava feita desde 2016. Contudo, só dois anos depois é que ASTROWORLD viu a luz do dia. E bastaram quatro dias de anúncio prévio para que este foguetão construído por Travis Scott se tornasse o centro de atenção do mundo.

Unknown Mortal Orchestra – Sex & Food (2018)

Os Unknown Mortal Orchestra não deixam de fascinar, mas perdem alguma da definição que lhes vinha trazendo progressivamente novos fãs.

Sunflower Bean: antes dos vinte-e-dois, em castanho

Os Sunflower Bean falaram do incrível “Human Ceremony”, do tempo, de ser fãs dos clássicos, do ano de 2013, de que música devemos dar a crianças, de quantos concertos tocaram e de ser a banda mais fixe que há.

Boogarins: a entrevista “chapada”

Dinho, Ynaiã, Benke e Rapha falaram sobre peixe-boi, Red Hot Chili Peppers, tocar perto de um rio, tocar perto do Rio, animais espirituais, o que fazer depois da morte – naquela que muitos já chamam a entrevista mais “chapada” da banda até agora.

Tame Impala lançam caixa especial e recuperam Currents dois anos depois

Vinis, lados-b, remisturas, fotos: vem aí edição especial para devotos de Kevin Parker e amigos.

Boogarins – Lá Vem a Morte (2017)

Em Lá Vem a Morte, os Boogarins abandonam a doçura e a inocência de outros tempos e dão-nos um disco mais difícil, mais claustrofóbico e com menos brilho do que os tiros certeiros anteriores.

Madrepaz – Panoramix (2017)

Os Madrepaz entraram em retiro, fizeram a sua cura, e da poção do seu shamanic pop trazem Panoramix, que figurará certamente como um dos melhores discos nacionais de 2017.

Cameron Avery, dos Tame Impala, tem novo álbum a solo e partilha mais um tema

É mais um membro dos Tame Impala a lançar-se a solo. O baixista Cameron Avery, que também passou pelos Pond, revelou que vai editar o seu álbum de estreia Ripe Dreams, Pipe Dreams. O novo trabalho chega-nos no próximo dia 10…

“Let It Happen” – Tame Impala

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

Marvel Lima – Marvel Lima (2016)

MAR-VEL-LI-MA. Decorem já o nome esquisito que estes putos de Beja são maravilhosos. A sua essência é o rock psicadélico vintage, mas, em vez de serem mais um clone dos Tame Impala, têm uma identidade muito própria, temperando a viagem psicotrópica com funk e sabores latinos.

King Gizzard & The Lizard Wizard – Nonagon Infinity (2016)

Os prolíficos King Gizzard estão de volta e com eles trazem mais uma pedrada de rock psicadélico, com uma toada mais negra do que os anteriores. Tudo isto num disco construído para ser um loop infinito.

Kevin Parker, dos Tame Impala, reactiva banda anterior

Kevin Parker, líder dos Tame Impala, tornou-se conhecido no mundo da música com este seu projecto. Contudo nunca foi homem de um projecto só. Antes mesmo dos Tame Impala, Parker tinha uma banda juntamente com Nicholas Allbrook, ex-colega nos Tame…

Playlist da Semana: 25-07-2016

A playlist desta semana, começando e acabando com retalhos de 2016, completada com caminhos que me trouxeram até aqui, aconselha-se para momentos esparramados numa cadeira em frente a uma ventoinha, corridas para dentro do mar, na praia, para o desenvolvimento de um amor…

NOS Alive 2016 – Dia 2

Com o segundo dia encerrado, o NOS Alive teve muito para ver e ouvir. Desde os brasileiros Soulvenir aos australianos Jagwar Ma (banda protegida pelos Tame Impala, que também atuaram ontem no palco principal) até à também down under Courtney…