The Comet is Coming – Trust in the Lifeforce of the Deep Mystery (2019)

É o seu sentido poético fora do comum que tudo ordena, com elegância e sensibilidade. Não é jazz ou electrónica, é pura poesia.

… And You Will Know Us by the Trail of Dead e o disco que tarda em chegar (mas que vem aí)

Conrad, James, Autry e Aaron contaram-nos acerca de nadar no Tabuão, de sítios para gravar música, de ter quase 60 anos e de andar de um lado para o outro.

Can – Tago Mago (1971)

Os Can são a típica banda krautrock: eruditos e libertários, fazendo filtros para os joints com as pautas do Conservatório.

Thomas Dinger – Für Mich (1982)

Thomas Dinger lançou Für Mich em 1982. Insatisfeito com o temperamento do seu irmão mais velho (o mítico Klaus Dinger), resolveu fazer um disco “para si”. Nós ainda hoje lhe agradecemos esse feito.

OK Computer: o regresso ao futuro com os Radiohead

Os hipsters preferirão o Kid A, glorificando a sua inacessibilidade. Os nazis da simplicidade pop escolherão o The Bends, apedrejando “Paranoid Android” pelas suas cedências ao prog. Mas as pessoas razoáveis optarão sempre por OK Computer, um disco desmedidamente belo e sem vergonha de o ser.

Playlist da Semana: 25-07-2016

A playlist desta semana, começando e acabando com retalhos de 2016, completada com caminhos que me trouxeram até aqui, aconselha-se para momentos esparramados numa cadeira em frente a uma ventoinha, corridas para dentro do mar, na praia, para o desenvolvimento de um amor…

Altamont Entrevista: Pond

A Primavera mal tinha começado mas o Primavera Sound já chegava ao fim. Fomos falar com os Pond, grupo de rock psicadélicó-explosivó-melódicó-come-cérebros. A sua música é esquizofrénica por natureza e a presença deles é animalesca. Conversámos com Nick Albrook (vocalista)…

The Horrors – Skying (2011)

Quem, nos idos de 2006, conheceu a música dos Horrors, jovens punks, certamente terá ficado impressionado com o rumo que a banda seguiu para o segundo disco, e consequentemente, para o terceiro. Skying é uma pequena pérola shoegaze, a puxar…

Eat Lights Become Lights – Modular Living (2013)

Modular Living tem 4 meses de existência e é o disco mais adulto de krautrock que ouvi durante todo o ano. Estes Eat Lights Become Lights surgiram em Londres, no ano de 2007, e até à data já mostraram bem…

Musipédia: Krautrock

Nota prévia: começo por dizer que este post tem apenas o propósito de tornar público um género musical muito pouco conhecido da generalidade dos ouvintes assíduos de música. Mesmo sabendo que os mais aficionados melómanos conhecerão o termo e o estilo musical, e…

Until The End of the World OST (1991)

Não me lembro bem de quantos anos tinha quando ouvi este álbum pela primeira vez, mas sendo o disco de 1991, devia ter aí uns 11 anos. Naquela altura, apesar de já ter alguns gostos próprios, a música que os…