JARV IS… – Beyond the pale (2020)

O homem dos Pulp regressa com uma nova banda, novos caminhos musicais e a mestria de sempre O último disco a solo de Jarvis Cocker, o corpo e alma dos incontornáveis Pulp, já tem mais de dez anos, mas o…

Pulp – This Is Hardcore (1998)

Sexo, drogas e vazio espiritual…

Jarvis Cocker & Chilly Gonzales – Room 29 (2017)

Jarvis Cocker e Chilly Gonzales levam-nos numa viagem ao passado de excesso e glamour do hotel Chateau Marmont, convidando os fantasmas da era dourada de Hollywood para um disco de um extremo bom gosto. O Chateau Marmont, em Los Angeles,…

“There’s No Other Way” – Blur

Parece haver certo paralelismo inevitável na temporalidade de géneros antipódicos, uma simultaneidade destinada, por um lado que reverbere as qualidades de um dos lados e pelo outro despreze as do restante, e vice-versa. Exemplo paradigmático disso é o extremismo ideológico…

“59 Lyndhurst Grove” – Pulp

Como habitualmente nos Pulp, Jarvis Cocker traça, com poucas palavras, todo um conto, toda uma personagem, toda uma vida.

Hooton Tennis Club – Big Box of Chocolates (2016)

Inglaterra, pátria dos Smiths, dos Blur, dos Stone Roses, dos Pulp e de tantas outras coisas boas. A quantidade de boas e marcantes bandas vindas da grande ilha é impressionante, e de todos os estilos. No entanto, nada marcou tanto…

Tindersticks – The Waiting Room (2016)

Nascidos nos anos 90 numa Inglaterra na efervescência da britpop, os Tindersticks sempre foram uma banda à parte. O seu som, elegante, contemplativo, às vezes nervoso (lição aprendida e aplicada anos mais tarde pelos The National), transportam qualquer um dos…

Jarvis Cocker – Jarvis (2006)

Os Pulp foram uma das melhores bandas da chamada britpop, e provavelmente aquela que mais soube criar um universo muito próprio que sempre a distinguiu de todas as outras. O mérito desta façanha vai inteirinho para Jarvis Cocker, o vocalista…

Canção do Dia: Pulp – Mis-shapes

Se há uma canção que define como nenhuma outra o DNA dos Pulp é «Mis-shapes», hino dos desadaptados inteligentes contra os adaptados burros. Jarvis, qual Marx e Engels da timidez, exorta: míopes e desengonçados de todo o mundo, uni-vos, usem…

Especial Britpop: uma análise política e social

Os anos 90, em termos de música de qualidade, trouxeram-nos talvez três movimentos mais marcantes: o grunge, o trip-hop e a britpop. O primeiro, um fenómeno regional que se tornou global, vindo da região norte-americana de Seattle, mas que conquistou…

Musipédia: Pulp

She came from Greece she had a thirst for knowledge She studied sculpture at St. Martin’s college That’s where I Caught her eye She told me that her dad was loaded I said “in that case I’ll have rum and…

Pulp – His ‘n’ Hers (1994)

Os Pulp, enquanto projecto de vida de Jarvis Cocker, existiam desde 1978, e enquanto banda desde 1981. Mas teríamos de esperar até 1994, em plena progressão da vaga Britpop, para que o mundo se apercebesse do que tinha pela frente.…

Especial Britpop

O ano é o de 1994. Ano da morte de Kurt Cobain. Fim trágico para os Nirvana e consequente definhamento do Grunge que nunca foi um género musical realmente verdadeiro e aglutinador mas sim uma manta de retalhos, tal como…

Doc Lisboa’14

Arrancou ontem a 12ª edição do Doc Lisboa – Festival Internacional de Cinema, dedicado ao documentário. Este ano está espalhado por salas como o Cinema Ideal, Cinemateca Portuguesa, São Jorge, Culturgest e Cinema City Campo Pequeno, com extensões no Lux…

Canção do Dia: Pulp – Common People

O ser humano nunca se sente realizado. A canção “Common People” lida com o tema da insatisfação humana, algo que nos é intrínseco. Ao que parece, os seus versos revelam um certo pendor autobiográfico, uma vez que Jarvis Cocker estudou…

Suede – Sci-Fi Lullabies (1997)

Ia escrever umas linhas sobre o tímido ressurgimento de uma das bandas que mais marcaram a minha vida, quando me lembrei que ainda não tinha contemplado os Suede com qualquer capítulo desta saga. Portanto cá vai. Conheci os Suede a…

Pulp – Different Class (1995)

E aqui, meus amigos, entramos em território quase sagrado. Falamos dos Pulp, essa banda que, durante anos, foi a banda preferida de qualquer gajo que não podia com os U2 e torcia o nariz aos boçais (se bem que não…

Suede – Bloodsports (2013)

Um par de notas prévias antes de me atirar de alma e coração para as linhas abaixo plasmadas: o Frederico desafiou-me para mandar umas bojardas por estes lados e a minha única condição foi a de que os textos seriam…