Os melhores discos nacionais de 2020

Apesar de todas as condicionantes da pandemia, voltámos a ter grandes discos, tanto de consagrados como de gente nova. Estas são as nossas escolhas nacionais para 2020.

“Medo” – Amália por Júlio Resende

Em “Medo” ouvimos Júlio Resende desafiar a mortalidade e a contemporaneidade para ensaiar um dueto imaginário com Amália.

Salvador Sobral || Coliseu dos Recreios

A centrifugação e sedimentação de toda a espécie de emoções aconteceu no palco do Coliseu dos Recreios, não fosse Salvador Sobral um alquimista de espírito.

Júlio Resende – Cinderella Cyborg (2018)

Dificílimo de descrever em palavras (como aliás qualquer um que esteja nesta linha de “trangressão” entre géneros), Cinderella Cyborg é um assombro de disco.

Jessie Ware || EDP Cool Jazz

Jessie Ware encheu de brilho soul a noite de ontem do EDP Cool Jazz, mas não veio sozinha. Jordan Rakei também se mostrou à altura do evento.