Canção do dia

Canção do Dia: Legião Urbana – A Via Láctea

Comments (1)
  1. Luiz Antônio Pereira diz:

    Com o perdão da palavra, discordo de você, Carlos.
    E Como amante que sou das poesias musicadas de Renato Russo, deixe-me compartilhar só um aspecto dos vários que vejo nessa canção e que creio ter sido o motivador também de Renato para compô-la.

    Apesar da dor da enfermidade que o assolava, Renato vai mais longe e capta o íntimo da dor da existência humana. Somos imperfeitos, limitados, miseráveis, e mesmo com todo o avanço da humanidade na ciência, seremos sempre esses seres pequenos perdidos em algum recôndito de nossa galáxia. A tragédia humana repousa no seu nada, ainda que quase sempre se pretenda muita coisa. Renato entende enfim que não somos grande coisa e isso é trágico.

    A “febre” na música nunca entendi como a febre causada pela doença que o acometia, mas sim a sensação que uma febre qualquer provoca: fraqueza, vulnerabilidade. O ser humano é frágil e é tolo quando pensa que não o seja.

Comente