Canção do dia

“(There’ll Be) Peace in the Valley (For Me)” – Elvis Presley

Em 1957, Elvis Presley era já o maior artista do mundo. Os seus primeiros discos, uma mistura de rythm & blues e rock n roll, haviam dinamitado tudo à sua volta, mas havia mais na formação e na mensagem de Elvis. Como tantos outros músicos daquela geração, tudo começara na igreja, e o gospel e os temas religiosos foram uma importante parte da construção musical daquele a quem muitos consideravam um enviado do diabo, sob a forma de um insinuante cantor rock. No final desse ano, Elvis edita o seu terceiro disco, intitulado Elvis’ Christmas Album, onde cabiam coisas natalícias como “Santa Claus is coming to town” ou “White Christmas”, mas também temas religiosos mais profundos. É esse o caso deste “(There’ll be) Peace in the valley (for me)”. “Peace in the valley” é um tema escrito em 1937 por Thomas A. Dorsey, um negro americano considerado por muitos como o pai da música gospel. Esta canção, escrita originalmente para Mahalia Jackson, é um lindíssimo hino de esperança, prometendo que, no Além, haverá a paz e a concórdia que tanto faltam na Terra.

Esta música conheceu inúmeras versões, desde Loretta Lynn a Sam Cooke, a Carole King ou Johnny Cash, passando por Dolly Parton ou pelos Screaming Trees. A de Elvis tem uma importante história associada. Elvis apresentou-a na televisão, na sua terceira e última presença no Ed Sullivan Show, em Janeiro de 57. Nesse momento, dedicou o tema aos 250 mil refugiados húngaros que fugiam do seu país devido à invasão soviética em curso. Mais, organizou um concerto e pediu que fossem feitos donativos para os ajudar, no que acabou por resultar na recolha de 6 milhões de dólares, uma fortuna naquela época. Esse dinheiro foi utilizado nos meses seguintes para apoiar esses refugiados, a maioria dos quais acabou por assentar na Áustria e em Inglaterra. Foi talvez a primeira iniciativa do tipo “Live Aid”, em que um artista chama a atenção para uma causa e coloca em marcha uma campanha de ajuda. Por esse gesto, em 2011, a Câmara Municipal de Budapeste deu o nome de Elvis Presley a um parque, e tornou-o, postumamente, cidadão honorário.

Comentários (0)

Escrever resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *