Canção do dia

“Farto de Voar” – Sérgio Godinho

“Tenho um corpo na morte de um lado/ Só suspenso por balas de um lado/ E do outro a escapar, a escapar/ de raspão”

Os Sobreviventes é um dos discos mais importantes do rock feito em português (que nasceu muitos anos antes do Ar de Rock, de Rui Veloso) e esta “Farto de Voar” uma das canções que melhor sintetiza a dualidade de Sérgio Godidnho no seu primeiro trabalho gravado. Um jovem músico em busca de uma voz que conseguisse encontrar um meio termo entre as canções de Zeca Afonso, do rock britânico dos Kinks, Beatles ou Stones, e as canções de Léo Ferré.

O acompanhamento soturno de baixo eléctrico (talvez um pouco mais sonoro do que seria desejável), guitarra acústica e sintetizador são óptimas companhias para o jovem imberbe que queria parecer mais adulto do que era na verdade, mas que já precisava de descansar depois de uns primeiros anos de vida atribulados. Era preciso deixar de voar, pousar as palavras no chão, entrar no mar e descansar.

Comments (0)

Comente