Canção do dia

“There’d Better Be a Mirrorball” – Arctic Monkeys

De volta a terra e com os pés bem assentes no chão: É a isto que soa, em traços gerais, “There’d Better Be a Mirrorball”, o mais recente single dos Arctic Monkeys. O cenário fictício e fantástico de Tranquility Base Hotel And Casino parece ter ficado para trás e no seu lugar nasce uma expressão mais crua e real da vida. Do amor. Da dúvida. Com menos artifícios e sem uma pinga de guitarra este single transmite uma tristeza quente, mais melancolia que outra coisa, que vem embrulhada em pianos hipnóticos e baterias molengonas, pela voz característica de Alex Turner, umas cordas ‘bondianas’ e as letras, sempre as letras. Desde cedo e até hoje um dos pontos mais fortes deste grupo. Poesia corrente, feita de calão e dia-a-dia. Esqueçam os Arctic Monkeys de ontem – essa relação já não existe. Abracem os novos e a faceta bonita que agora querem mostrar. Como nos diz esta canção: foi bom enquanto durou, gostámos muito, mas já não dá. Sobra-nos as memórias e esperança em forma de bola de espelhos.

Comments (0)

Comente