Canção do dia

“Devagar” — Ornatos Violeta

Nisto dos regressos que ninguém esquece Paredes de Coura teve os seus momentos mágicos. Quatro anos depois, por exemplo — aqui há tão pouco tempo, três anos apenas —, seriam os LCD Soundsystem a convocar nostálgicos (mas não só, o disco que acompanhou o regresso levou aplausos até mais não) à vila de Viana do Castelo, mas em 2012 eram os Ornatos Violeta que faziam voltar a um passado a que se julgava já não poder regressar.
Este ano a banda de Manel Cruz, Peixe e companhia anunciou mais três concertos especiais de comemoração do álbum O Monstro Precisa de Amigos (editado há 20 anos). Estivemos no primeiro e o concerto foi, como esperado, inatacável: as canções continuam memoráveis, os músicos continuam em forma, na plateia continuam miúdos eufóricos que acabaram de os descobrir há pouco (que banda não quer tocar o coração de várias gerações?). Mas Paredes de Coura foi Paredes de Coura: como escrevia no Altamont o Duarte Pinto Coelho, em 2012, “foi mítico — por ser o primeiro concerto em 10 anos e porque juntou 2 gerações, os que os tinham visto ao vivo antes de acabaram e os que tinham 10 anos quando eles acabaram, e só recentemente descobriram e se apaixonaram por Ornatos Violeta”. Em boa verdade, o mesmo poderia ter sido dito do público que esteve por exemplo no NOS Alive, mas não há amor nem regresso como o primeiro. Ou assim “ouvimos dizer”.

Comentários (0)

Escrever resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *