Canção do dia

“All Apologies” – Nirvana

Passavam alguns minutos depois da meia noite quando fui acordado pela minha Mãe há precisamente 20 anos: “Acho que morreu alguém que gostavas”. Estava certa. Kurt Cobain tinha sido o meu herói de fim de infância, início de adolescência. Nunca esquecerei este mês de Abril de 1994 que levava também outro campeão, Ayrton Senna. Nunca me perdoarei não ter ido ao Dramático de Cascais despedir-me de uma pessoa querida.

Os meses seguintes foram duros, quase até de rejeição para a banda que mais tinha gostado até à altura. A ferida sarou e hoje não tenho mais mágoa contigo, Kurt. Não são precisas mais desculpas.

Comentários (0)

Escrever resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *