Canção do dia

“Little Demon” – Screamin’ Jay Hawkins

Era um dia triste e a água teimava em não aquecer. Tinha que apanhar o autocarro, que estava atrasado, e que, pelo amontoado de pessoas à espera na paragem, se adivinhava apinhado. Eram quase 16h00 e ainda não tinha comido nada. Mas o autocarro chegou, apinhado, como já se esperava. Encontrei uma posição confortável em frente a um miúdo sentado entre dois lugares e agarrei-me às barras, junto às quais ele
tinha os pés. O miúdo havia de ter seis anos. Já era grande demais para aquele mimo todo. Mas lá ia ele, a chuchar no dedo, e eu, que ouvia música em modo aleatório, só parei para me aperceber do que ouvia, quando reparei que a criança, sem saber disso, batia os dedos exatamente ao ritmo desta canção. E, naquele momento, o dia ficou melhor. Logo a seguir, o estupor do puto começou a entalar-me os dedos com os pés e o momento esfumou-se.

Ainda assim, escolho esta como a canção do dia, como celebração da beleza das pequenas coisas.