Canção do dia

“Ghosts” – Japan

Em 1981, os Japan lançavam o seu quinto e último longa duração. É também o melhor disco da banda. Inspirado em sons mais orientais, o álbum foi uma aventura a programar sintetizadores, segundo o teclista Richard Barbieri. Ainda hoje fascinante, Tin Drum chegou a ser descrito como pop cubista e em 2011 foi considerado pela BBC Radio6 o melhor disco de 1981.

A canção foi o maior êxito da banda, apesar de não ser a mais óbvia e ter sido considerada comercialmente pouco viável pela editora, foi lançada como single ao aproveitar a moda da “nova vaga” (new wave).

“Ghosts” é sombria, com um baixo menos sinuoso que outras canções e imagens sombrias. Percursor do Darkwave? Gosto de pensar que sim. E também que foi aqui que Ryuichi Sakamoto pensou que esta voz conjugava bem com as suas composições.

Comments (0)

Comente