“Littlest Things” – Lily Allen

Lily é tão corrosiva e resmungona e mal-educada que a nossa impressão inicial é que não passa de uma grandessíssima cabra.

Lily Allen – Alright, Still (2006)

Um disco que vive da permanente tensão entre a inocência sonhadora da música e a malícia filha da puta das letras.