Yanka Dyagileva – Angedonia (1989)

As mãos amigas não têm linguagem nem fronteiras que as separem.