Scott Walker – Scott (1967)

Cinquenta anos é quase a minha idade e 1967 foi também o ano em que surgiu Scott. Fomos envelhecendo os dois e tornámo-nos bons amigos. Eu ouço-o assiduamente, e ele nunca me nega o conforto das suas excelentes interpretações.