“Elogio da desordem” – Joana Sá

Joana Sá, como sempre, deslumbrante ao piano.