The Monkees – Good Times (2016)

Um disco pop muito fresco e estranhamente autêntico. Não sentimos aqui o efeito manta-de-retalhos nem notamos demasiado o dedo dos produtores. É um álbum de Verão que parece ter sido, de facto, gravado nos anos 60, com um cheirinho a hippie bem comportado. Na verdade, estamos perante um grupo de septuagenários num último esforço de leveza, ainda que não necessariamente de relevância.

Demoscene Time Machine – Gravity (2016)

Gravity é culpado e orgulhoso réu da herança 8-bit, dos MIDI recursivos, do chiptune inusitado numa amálgama para si necessária.

Canção do Dia: Lots Sometimes – Glasvegas

Tema integrante do segundo disco, EUPHORIC /// HEARTBREAK \\, “Lots Sometimes” assume a difícil tarefa de transformar a angústia de uma vida numa euforia bombástica. Num sonho etéreo de sintetizadores, os Glasvegas despertam para o desconhecido, para a perda do…

The Monkees regressam 20 anos depois do último disco com Good Times!

Os The Monkees estão de regresso aos álbuns e à estrada para comemorar 50 anos de carreira. A banda que foi criada em 1965 conta com Micky Dolenz e Peter Tork da sua formação original. Michael Nesmith ainda não foi…

Good Times Bad Times: Ascensão e queda dos gigantes Led Zeppelin

A banda que inventou o rock moderno: musculado, centrado nos riffs e jogando habilmente com os contrastes leve-pesado. A alma do blues levada até às suas últimas consequências.

Reportagem: Cícero || Estúdio Time Out (Mercado da Ribeira)

Cícero tem o dom da palavra. A língua é a mesma, mas vem do Brasil, e ele manuseia-a com perícia, recitando, cantando, cativando. Assim aconteceu no Estúdio Time Out, na sua quarta visita ao país, mas a primeira vez com…

Pusha T – King Push – Darkest Before Dawn: The Prelude (2015)

Em Dezembro, Pusha T passou pelo Reddit num AMA [Ask Me Anything], e quando questionado em relação às referências na sua música à (enorme) série The Wire, disse que a sua personagem favorita era Marlo Stanfield. E isto é tão…

Courtney Barnett – Sometimes I Sit and Think, And Sometimes I Just Sit (2015)

A australiana Courtney Barnett já tinha gravado uns EPs engraçados mas nada nos tinha preparado para a perfeição do seu álbum de estreia, o único este ano capaz de se medir com o luto agridoce de Carrie & Lowell. Tem-se…

Canção do Dia: This Time Tomorrow – The Kinks

Canção marcante de “Lola Versus Powerman and the Moneygoround, Part one“, de 1970, esta belezura foi re-integrada na sociedade por culpa de Wes Anderson, sendo o veículo para tal o magnífico “Darjeeling Limited”. Logo na cena inicial, que dá o…

Belle And Sebastian – Girls In Peacetime Want To Dance (2015)

Os Belle and Sebastian estão mudados. Já não são os mesmos. Nem poderiam ser, uma vez que o tempo passa, e nessa passagem tudo se altera, e por vezes até nós próprios temos alguma dificuldade em reconhecer o que fomos…

Rabih Abou-Khalil – Songs For Sad Women (2007)

O momento político que atravessamos é espesso. Não se antevêem unanimidades, acordos tácitos nem muito menos cooperação. Andam todos de candeias às avessas, os impérios assustados e os líderes perseguidos. A História, essa é sempre a mesma: desde os Acádios…

Angel Olsen – Burn Your Fire For No Witness (2014)

Quando comecei a ouvir um zunzum à volta deste nome, pensei que fosse mais uma cantautora a lançar o seu primeiro disco e a cair nas graças de uns quantos críticos. Por norma isto não acontece, há que ouvir antes…

One Plus One [Sympathy For the Devil] (1968)

Era o tempo do do cinéma vérité e a câmara de Godard estava agora determinada em captar um pouco de verdade. Nada é programado, nada é ensaiado; e assim a dinâmica interna dos Stones no tumultuoso ano de ’68 vai sendo revelada.

No Ouvido: California X – California X (2013)

Os California X lançaram este seu álbum de estreia homónimo no já longíquo mês de Janeiro deste ano. Na altura passou-me completamente despercebido mas entretanto, por razões que a própria razão desconhece, veio parar-me às mãos (ouvidos) e ganhou o…

Outfit – Performance (2013)

Os Outfit estreiam-se em grande com Performance, o primeiro disco do grupo de Liverpool e que já é considerado um dos melhores álbuns britânicos de 2013. A estreia é auspiciosa, com músicas bem construídas, ritmos que entram no ouvido e…

No Ouvido: Mumford & Sons – Sigh No More (2009)

Já lá vai o tempo em que eu tinha de explicar (entusiasticamente!) a toda a gente quem eram os Mumford & Sons. Depois de receberem o Grammy “Album of the Year” com Bable (2012) e de ter a oportunidade de…

Steve Mason – Monkey Minds in the Devil’s Time (2013)

Nada faria esperar que aqui estivesse sentado a escrever sobre Monkey Minds in the Devil’s Time, a verdade é que Steve Manson me deixou literalmente de boca aberta. Para quem não conhece, Manson era o vocalista de The Beta Band.…

R.E.M. – Automatic for the People (1992)

O passar dos anos sobre a banda sente-se e Automatic for the People é, claramente, o último grande disco da banda norte-americana onde consegue aliar a qualidade das letras à qualidade das melodias.