“(Nothing but) Flowers” – Talking Heads

O ritmo é contagiante nesta canção da banda de David Byrne, presente no disco Naked, de 1988. Daí a ter incluído na playlist da semana, no lote de músicas para animar uma viagem longa de carro em família, e assim…

“Once In A Lifetime” – Talking Heads

O hit mais bizarro da história da pop.

David Byrne – Feelings (1997)

Feelings é uma jóia que nem sempre parece brilhar. Talvez seja demasiadamente esquiva para a exuberância que transporta, pois embora não pareça, essa é a sua essencial matéria, o seu âmago.

Talking Heads – Remain in Light (1980)

O caminho mais curto para a sabedoria sempre foi o de uma boa canção pop.

Franz Ferdinand – Franz Ferdinand (2004)

Com a sua explosiva mistura de indie rock com disco sound, o álbum de estreia dos Franz Ferdinand faz dançar as cinzas da tua tia-avó coxa.

“Take Me To The River” – Talking Heads

Uma versão co-produzida com Brian Eno, que acabou mais reconhecida e escutada do que a versão original de Al Green.

Paul McCartney – McCartney II (1980)

Corria o ano de 1980. Mesmo antes da dissolução dos Wings, Paul McCartney virou-se para o experimentalismo e sintetizadores. Gravado totalmente em casa, era McCartney II.

“Water in the Well” – Shame

Um produto britânico de exceção, de que o Brexit não nos pode impedir de usufruir.

Talking Heads – Talking Heads: 77 (1977)

Disco de estreia de uma das bandas que contribuiu em larga medida para o pop rock como o conhecemos hoje, Talking Heads:77 ainda soa fresco e actual.

“This Must Be The Place” – Brothertiger

Se a festa é onde um Homem quiser, então “This Must Be The Place”.

NOS Primavera Sound 2022 – Dia 1

Foram três longos anos de espera, mas valeu a pena. Estamos de regresso aos Festivais. E para sorte nossa, o anjo negro esteve connosco em comunhão, abençoando-nos a todos.

Playlist da Semana: Mother Earth

Uma playlist que vem lembrar as coisas boas da mãe natureza e do planeta Terra.

“The Book I Read” – Talking Heads

“Parei de ouvir David Byrne e seus compinchas nos anos 80 quando eles escolheram concentrar-se em fabricar pastiches funk yuppizados para brancos sem qualquer sentido de ritmo. Já esta (subestimada) canção do seu disco de estreia foi um dos meus temas favoritos de 1977.” (Nick Kent, “Apathy for the devil”, 2010)

“Life During Wartime” – Talking Heads

Daquelas que não dá para ouvir sentado.

Anna Calvi – Hunter (2018)

Hunter é ao mesmo tempo uma procura e uma afirmação de liberdade – de género, de vida, sexual e social. É um grande manifesto musical e é, seguramente, um dos melhores discos do ano.

Luciano Mello: um músico brasileiro exilado em Braga

É cantor, compositor, produtor, com uma vasta obra em nome próprio e também com bandas sonoras para teatro, dança e cinema. Também escreve para outras pessoas, nomeadamente Elza Soares, que declara Luciano Mello como um dos seus compositores predilectos. Acaba de lançar o novo disco, Vida Portátil, feito em Portugal durante o confinamento.

David Byrne || EDP Cool Jazz

Começou em grande o EDP Cool Jazz 2018. Sara Tavares deu o pontapé de saída, David Byrne arrasou no concerto de ontem.