Notícias

Vem Aí Festival: EDP Cool Jazz 2018

Julho é mês de EDP Cool Jazz! A edição de 2018 promete ser uma das melhores de sempre. O cartaz está um luxo! O que poderemos mais desejar? Que chegue o primeiro grande dia, pois claro!

O EDP Cool Jazz resolveu mudar de ares em 2018. Não se afastou muito do local onde decorreu nos últimos anos. De Oeiras para Cascais, a diferença é pouca. Trata-se, sobretudo, de um regresso às origens. Quando começou, em 2004, Cascais foi a casa mãe, embora com ligações a Mafra, Sintra e Oeiras. Agora, em julho, volta-se ao ponto de partida e o cartaz escolhido é um dos melhores dos últimos anos. Siga-nos, que temos muito para vos informar!

O primeiro grande concerto da décima quinta edição do EDP Cool Jazz está quase a acontecer. É já no próximo dia 11, e o artista principal não precisa de quaisquer apresentações. Basta dizer o seu nome: David Byrne, esse enorme senhor da música à escala planetária! A acompanhá-lo, para que a noite seja ainda melhor, Sara Tavares (nome escolhido pelo próprio talking head), e ainda a nova coqueluche do jazz português, a menina Jéssica Pina. Com início às 20 horas, o local das apresentações é o Hipódromo Manuel Possolo, bem no coração da vila da linha. David Byrne vem apresentar o seu recente American Utopia, disco que já mereceu a nossa melhor atenção.

David Byrne

Seis dias depois, a dezassete, mais um triplo concerto. Os cabeças de cartaz são os ótimos Badbadnotgood. Para quem não os conhece, uma dica: imaginem um quarteto algures entre o jazz de Herbie Hancock (com toda a variedade de ritmos e estilos que possam imaginar, portanto), electrónica, uma pitada de hip hop de bom gosto e uns farrapinhos de rock. Nós garantimos que são ótimos estes canadianos. Com eles, para que a noite seja ainda mais interessante, os nossos Dead Combo e a jovem promessa do contrabaixo português, Ricardo Marques. Tudo isto acontecerá no Parque Marechal Carmona.

Badbadnotgood

No dia seguinte, a dezoito, Salvador Sobral (o curador da noite) atuará com Toty Sa Med e com saxofonista Elmano Coelho. De Sobral já todos sabemos o que poderemos esperar, por isso a maior curiosidade talvez incida no angolano Toty Sa Med, novo nome de culto do país africano. De novo no Parque Marechal Carmona, e mais uma vez às 20 horas.

Salvador Sobral

Ao quarto dia dos grandes concertos do EDP Cool Jazz 2018, a vez da voz do aclamado Gregory Porter! O cantor, compositor e ator norte americano traz-nos Nat King Cole & Me, o seu álbum de 2017. A mega estrela global atuará no Hipódromo Manuel Possolo juntamente com Elas e o Jazz (trio composto por Joana Machado, Marta Hugon e Mariana Norton) e o pianista Vasco Pimentel. Será, muito seguramente, uma noite bastante cool , a do dia vinte!

Gregory Porter

Já a vinte e seis, a estrela é Jessie Ware, nome importante da nova vaga da música pop, soul, R&B e electrónica que se faz em Inglaterra. Inicialmente conhecida pelo seu “Running”, a londrina conta já com três álbuns a solo, o últimos dos quais, Glasshouse, saído em 2017. Na mesma noite atuam ainda Jordan Rakei (um neo-zelandês cheio de talento) e Diogo Duque, o versátil instrumentista português. O local onde tudo acontecerá é Parque Marechal Carmona, às 20 horas.

Jessie Ware

Já a vinte e oito, o incontornável e mítico Van Morrison pisará o palco montado no Hipódromo Manuel Possolo. Mais um nome que não precisa de apresentações, portanto, no cartaz do EDP Cool Jazz de 2018. Com um caudal discográfico de peso e um legado artístico fora do comum, o icónico irlandês trará a Cascais um dos mais importantes concertos do ano no nosso país. Nesse dia, tudo começará um pouco mais cedo, à 19, e em vez dos habituais três concertos, haverá apenas dois. O de Van Morrison e o de Off the Road, projeto jazzístico liderado pelo baterista Rui Pereira. Está prometida uma grande e inesquecível noite!

Van Morrison

No último dia do EDP Cool Jazz, a 31 de julho, a rainha do jazz, folk, country, pop e soul de nome Norah Jones, subirá ao palco do Hipódromo Manuel Possolo com os músicos Brian Blade e Chris Thomas. Como sempre acontece, não será a única artista a atuar. Benjamim, um dos melhores nomes do nosso pop-rock, também marcará presença, juntamente com a ilustre filha de Ravi Shankar e a repetente Jéssica Pina.

Norah Jones

No entanto, e se estes são, de facto, os sete dias de maior destaque, o EDP Cool Jazz de 2018 não se fica por aqui, uma vez que em outras datas do mês de julho acontecerão várias Cascais Lazy Sessions, com Davide Pinheiro, Mónica Mendes, Kalaf, Pedro Tenreiro e Vitor Belanciano. Sempre às 19 horas e nos Jardins Paula Rego. Basta aparecer, que a entrada é livre.

Com vai sendo costume, o Altamont marcará presença em todas as noites do EDP Cool Jazz, pelo que este será sempre um porto seguro para saber tudo o que por lá irá acontecer. Até lá, boa música, bons concertos, bons festivais!