Canção do dia

“Transparência” – Medeiros/Lucas e António Costa

Medeiros/Lucas são Carlos Medeiros e Pedro Lucas, e descrevem-se como o cruzamento entre o folk e a pop, que se cruzam tal e qual o Atlântico cruza o Mediterrâneo.
No entanto, as canções que fazem, que, de tão inegavelmente portuguesas que são,
chegam a parecer algo alienígenas no universo da música alternativa nacional, cruzam muitas outras combinações improváveis. Facto esse facilmente observável
pela sua escolha de convidados musicais, como, neste caso, António Costa, metade dos
braguenses Ermo. Se, no seu projeto principal, António Costa agora oculta-se por detrás
de uma máscara que lhe confere o anonimato e a sua voz entrega-se ao glitch pop ruidoso e abrasivo de Lo-Fi Moda (2017), quando entra no mundo de Medeiros/Lucas parece regressar a uns Ermo de outros tempos, entoando coros sinceros lado a lado com os músicos residentes, sem se esconder mas sem se exibir, seguindo um ritmo tribalesco e um sintetizador rico que serve de pano profundo perfeito para este cruzamento musical. É de relembrar que Medeiros/Lucas regressaram, em 2018, com Sol de Março: um disco só deles, sem colaborações vistosas, mas que certamente continuará a honrar a sua tradição de não resistir navegar por outros mares fora dos seus.