Canção do dia

“The Jangling Man” – Cleaners from Venus

Martin Newell é um daqueles génios que passou ao lado das atenções durante a sua fase mais produtiva. Entre 1980 e 1990, sob os nomes Cleaners from Venus, The Stray Trolleys ou The Brotherhood of Lizards, lançou uma enormidade de autênticos tesouros pop que ficaram enterrados em caves poeirentas, à espera de serem descobertos. Ao longo das décadas seguintes foi crescendo um forte culto à volta desta figura muito peculiar da música britânica – a cover de “Only a Shadow” dos MGMT ou de “Victoria Grey” pelo supergrupo indie Shitfather são exemplos disso. A editora nova-iorquina Captured Tracks (CT) tem estado a reeditar a discografia dos vários projetos do inglês.

A música aqui trazida hoje está incluída na terceira remessa de álbuns dos Cleaners from Venus que a CT lança – faz parte do 13º álbum da banda liderada por Newell, pragmaticamente denominado Number Thirteen. Tal como a maioria da sua discografia, esta faixa é apoiada numa estética lo-fi, que não deixa de exibir a enorme sensibilidade pop de Newell. Em “The Jangling Man” também fica patente a grande qualidade poética do britânico – que ficou mais conhecido precisamente como poeta – e a grande beleza das suas canções.