Reunião dos Nirvana aconteceu este fim de semana

Seis temas recordados; temos os videos de todos

“Molly’s Lips” – Foo Fighters

Como canção do dia trazemos um acontecimento especial ocorrido no último fim de semana, no concerto dos Foo Fighters em Seattle, com participação de Krist Novoselic.

Playlist da semana: Seattle Supersonics

Alguns dos discos mais incontornáveis da riquíssima década de 90 vieram deste canto remoto dos EUA. Celebremos, portanto, hoje e sempre.

A Place to Bury Strangers: a conversa que dura para sempre

Oliver, Dion e John falam connosco sobre concertos que não existiram, de azares, do génio de Emil Nikolaisen, de destruir salas e das bandas que APTBS escolhem como as mais intensas de sempre.

Courtney Barnett – Tell Me How You Really Feel (2018)

Ensonada e querida como um coala constipado, Courtney desceu do seu eucalipto para nos entregar mais um grande disco. Quando todas as notas e palavras estão certas, não há como não lhe perdoar o desencanto que agora nos traz.

“Even in His Youth” – Nirvana

5 de Abril de 1994. Kurt Cobain suicida-se na sua casa em Seattle. Tinha 27 anos liderava a maior banda de Rock dos anos 90, os Nirvana, e foi o porta-voz de uma geração . Milhões de miúdos e milhares de…

Boogarins: a entrevista “chapada”

Dinho, Ynaiã, Benke e Rapha falaram sobre peixe-boi, Red Hot Chili Peppers, tocar perto de um rio, tocar perto do Rio, animais espirituais, o que fazer depois da morte – naquela que muitos já chamam a entrevista mais “chapada” da banda até agora.

Beck, meu irmão Beck: retrato do mestre da modernidade pop

A história de um “loser” que ganhou lugar cativo na história da música, seja como reciclador do lixo pop, seja como belíssimo e introspectivo escritor de canções. Um dos inventores da nossa modernidade.

Soundgarden – Superunknown (1994)

Superunknown: espécie de Exile on Main St. da geração rasca. Um disco eclético, inspirado, variado musicalmente e que estava em plena sintonia com os tempos.

R.E.M. – Monster (1994)

Michael Stipe decide ser actor e veste a pele de diferentes personagens, enquanto Buck arruma o bandolim e agarra de novo a guitarra elétrica. Assim nasceu Monster.

R.E.M. – Out Of Time (1991)

E finalmente ao sétimo disco, os R.E.M. chegam ao estrelato. Largaram o college rock, abraçaram a pop e a MTV mas nunca deixaram de ser banda que a Georgia viu nascer.

Metallica – Hardwired … To Self Destruct (2016)

Tem de ser pesado. Tem de ser rápido. Tem de ser bem tocado. Tem de ser num volume bem acima do rock que na década em causa era considerado aceitável pelos donos dos bares. Tem de ter o James Hetfield…

E o heavy metal chegou a todos

Finjamos que o mundo acabou em 1991, e que os Metallica continuam a ser a melhor banda de heavy metal do mundo…

Playlist da Semana: DeLorean

Entrem se faz favor, ponham-se confortáveis, enquanto coloco aqui a data de 1990 para começarmos esta viagem ao que foram os meus anos 90. Será uma viagem mais longa do que as que normalmente aqui são colocadas, é impossível condensar…

Guns N’ Roses: a banda gigante que o mundo esqueceu

Eu Judas Iscariotes me confesso. Porque amei os Guns desalmadamente na minha adolescência e depois os traí por trinta dinheiros. Dêem-me uma corda e uma velha figueira, não sem antes vos contar a minha torpe história. O meu primeiro concerto…

Guns N’ Roses – The Spaghetti Incident? (1993)

Já o ano de 1993 ia bem alto, quando os Guns N’ Roses resolveram voltar a jogo lançando mais um disco, o quinto da sua curta carreira. O que os Guns não sabiam é que a sua actividade até já…

Good Times Bad Times: Ascensão e queda dos gigantes Led Zeppelin

Quando ouço apelidarem os Stones de “a melhor banda de rock’n’roll do mundo”, pergunto sempre para os meus botões, então e os Zeppelin, pá? Para mim, não tenho dúvidas: pela sua modernidade, a coroa vai para os últimos. A banda-sonora…

“The Man Who Sold The World” – Nirvana

Quando, em 1993, os Nirvana nos presentearam com o seu MTV Unplugged, “The Man Who Sold The World” era uma novidade. A maioria de nós desconhecia que aquela música, que Kurt estava ali a deixar para a história, era na realidade uma das canções mais longínquas de David Bowie. E quando, poucos meses depois do Unplugged, Kurt Cobain põe fim à sua vida, “The Man Who Sold the World” torna-se para sempre sua. Mesmo quando, em 1995, Bowie voltou a tocá-la ao vivo numa das suas digressões, todos pensaram que era apenas um tributo a Nirvana.

Criado em 2005, o Altamont é, no seu âmago, um lugar de união para quem gosta de música. Evoluindo e crescendo, mas sem perder a inocência e ingenuidade que lhe dá o seu lado mais verdadeiro, o Altamont tentará cumprir com o propósito que sempre lhe pautou o caminho – ser um local de descoberta e partilha para quem ainda tem tempo para ouvir um disco de uma ponta à outra.

Website: Hypnotic Digital Agency
Logo: Joana Ray

Mais lidos